Sobre design

Gabriela Yaroslavsky é a designer por trás de muitas das ilustrações dos textos apresentados no Jornal 140. Diretora da 140 Design com representações em São Paulo e Nova Jersey, EUA, desenvolve trabalhos gráficos há mais de 15 anos; ela é autora da logomarca do Jornal 140 (veja mais detalhes do seu trabalho aqui).

Leia a seguir algumas de suas dicas para o Jornal 140 sobre design e de como um trabalho personalizado é importante:

1.Design é função, tem de cumprir rigorosamente aquilo que uma imagem se propõe a fazer que é a de expressar os significados e valores de um produto, serviço ou ideia.

2. Beleza é fundamental. Para ela ninguém quer uma imagem que repele e afugenta os usuários. O que move o digital ou o impresso é um conjunto de fatores como alcance, visibilidade, relevância, integração e engajamento. No fundo, o que todos querem é aparecer ou exibir o seu produto o máximo possível, porque quanto mais visível mais as pessoas “vendem” o seu negócio.

3. Processo. As sete regras de criação do design, segundo Gabriela, seguem uma metodologia que ela chama de “círculos virtuosos” e começam com um briefing, passam pelo estudo (pesquisa de referências), desenvolvimento de protótipos, realização de testes, apresentação dos primeiros layouts, revisão/refação e finalização.

4. Conheça o seu público: um trabalho autêntico deve se começar com esta pergunta, quem você quer atingir com uma determinada imagem? É fundamental entender as “personas” que se quer associar o visual.

5. Seja verdadeiro e autêntico: Gabriela defende um design com causa, tudo tem de ter explicação. O visual tem que expressar as verdades intrínsecas dos significados de um post, de um produto ou de uma marca. “Além do mais, quando você acredita no propósito de um projeto a energia se multiplica e faz com que a execução do mesmo seja uma melodia”.

6. Seja original: o design contemporâneo encontrou no digital um enorme campo de trabalho, mas ela percebe que há um certa “comoditização” das imagens.

“Por um lado é ótima a oferta de fotografias e ilustrações das plataformas como Shutterstock, Getty Image, Image Bank, por outro lado vejo também falta de originalidade e padronização de centenas de websites”.

Gabriela recomenda o uso das plataformas, mas sempre que possível que se chame um designer para personalizar e transformar a imagem em algo realmente novo e único, usando traços a lápis, pinturas e filtros, além dos vários programas de design de computador como Photoshop e Ilustrator .

Os horizontes de Gabriela Yaroslavsky, da 140Design

A redação do Jornal 140 destaca as seguintes ilustrações criadas pela Gabriela que deixou a galera aqui super feliz: Filosofia Brasileira em rede, Brasil, o que esperar para 2019, Olavo de Carvalho, Apertem os cintos, a prateleira de produtos sumiu! (observem como a imagem se liquefaz) e os 6 Campeões da bisbilhotagem na Internet.

Deixe uma resposta