Profissões do futuro: o CDO

Uma nova profissão será criada no Brasil e em diversos países do mundo e que terá o status de nível “C”– o Chief Data Officer (CDO), ou diretor-executivo de dados. Será um cargo de muita pressão, que será visto com desconfiança dentro das empresas e pelos públicos com as quais as empresas se relaciona. Será uma espécie de xerife, que tem por objetivo zelar pela integridade dos dados dos usuários e fazer com que a empresa não ultrapasse a linha da legalidade.

Aqui no Brasil tudo começou com a promulgação da lei 13.709, em 14 de agosto de 2018. A lei é clara: quem ultrapassar os limites no uso dos dados que foram gerados pelos usuários poderá ir para a cadeia ou pagar pesadas multas.

O CDO será o responsável comercial que determinará que tipos de informações a empresa poderá capturar, reter e explorar e para quais fins. Trabalhará ao lado do Diretor Digital (ou Diretor Digital de Informações). O nome é meio parecido, mas esta função será exercida por um outro executivo, que fará a gestão dos sistemas de informação através dos quais os dados são armazenados e processados.

O CDO liderará equipes dedicadas à gestão das informações, desde sua coleta, que ocorre em centenas de fontes diferentes até em sua transformação em informação relevante para cada atividade da empresa.

Esta função tem crescido muito no mercado atual. O CDO traz na sua função inovações técnicas e tecnológicas aplicadas a todo o processo de utilização de dados, o que é algo ao mesmo tempo altamente especializado e de vasta aplicação.

O CDO deve ter uma combinação de conhecimento de negócios, habilidades técnicas e pessoais, ser um estrategista de dados, e entender como os dados podem gerar receitas, ter estratégia de aquisição de clientes, desenvolver e implantar políticas de dados do cliente. Também é sua atribuição informar o valor estratégico dos dados e seu papel importante como responsável de negócios e gerador de receita para executivos, funcionários e clientes.

Os CDOs compõem de equipes especializadas, tais como, engenheiros de software, cientistas de dados e desenvolvedores especializados em várias linguagens. O CDO é o responsável perante o regulador para prestar informações acerca da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD).

  • Últimos Posts
Ricardo Braga
,
Editor Geral do Jornal 140, fundador da Art Presse e da 140 Online, empresário de comunicação, jornalista de formação e digital de paixão. Teve participação fundamental no lançamento da internet banda larga no Brasil em 1999.
  • Agora é oficial: #ForaTemer
    Jan 1, 2019
  • RT @jornal140: Sobre Olavo de Carvalho, matéria especial de Ricardo Braga para o Jornal 140. @OdeCarvalho @ricardobraga #jornal140 #artpres…
    Jan 1, 2019
  • RT @jornal140: Os fatos demolem a argumentação corrente que a rede só dispõe de influenciadores rasos e preocupados com assuntos prosaicos.…
    Jan 1, 2019
  • Aquarius: filme “Erin Brochovich” é semelhante mas o resultado final é superior. Pena, pois Aquarius tem uma temática brasileira.
    Nov 6, 2016
×
Ricardo Braga
,
Editor Geral do Jornal 140, fundador da Art Presse e da 140 Online, empresário de comunicação, jornalista de formação e digital de paixão. Teve participação fundamental no lançamento da internet banda larga no Brasil em 1999.
Últimos Posts

Deixe uma resposta

error: O conteúdo está protegido por direitos autorais.