Em 2019 homossexuais ainda são condenados à morte por serem homossexuais

O Jornal 140 acaba de receber o último (e chocante) levantamento do Statista sobre países onde a homossexualidade é considerada crime passível de pena de morte. Isso mesmo, em 2019 os homossexuais ainda são condenados à morte em alguns países pelo simples fato de serem homossexuais.

Com o anúncio da adoção da lei islâmica – a sharia – no Brunei, o time de países que pode penalizar a homossexualidade à morte em 2019 passou a 10 e inclui o Qatar, Arábia Saudita, Mauritânia, Nigéria, Irã, Sudão, Somália, Iêmen e Afeganistão.

Dados do ILGA (veja aqui o mapa “Sexual orientation Laws in the World – 2019) mostram que em mais de 31 países os gays podem receber penas de até oito anos de prisão e 10 anos em outros 10 países. O Brasil aparece na categoria “broad protection”, onde é possível casamento ou outras formas de união legal para parceiros do mesmo sexo e de adoção de crianças por casais homossexuais.

Foto: Jordan McDonald (Unsplash).

  • Últimos Posts
Os artigos publicados em nome da Redação 140 são de responsabilidade dos responsáveis por este site de notícias. Entre em contato caso tenha alguma observação em relação às informações aqui contidas.
×
Os artigos publicados em nome da Redação 140 são de responsabilidade dos responsáveis por este site de notícias. Entre em contato caso tenha alguma observação em relação às informações aqui contidas.
Últimos Posts

Deixe uma resposta