Em 2019 homossexuais ainda são condenados à morte por serem homossexuais

O Jornal 140 acaba de receber o último (e chocante) levantamento do Statista sobre países onde a homossexualidade é considerada crime passível de pena de morte. Isso mesmo, em 2019 os homossexuais ainda são condenados à morte em alguns países pelo simples fato de serem homossexuais.

Com o anúncio da adoção da lei islâmica – a sharia – no Brunei, o time de países que pode penalizar a homossexualidade à morte em 2019 passou a 10 e inclui o Qatar, Arábia Saudita, Mauritânia, Nigéria, Irã, Sudão, Somália, Iêmen e Afeganistão.

Dados do ILGA (veja aqui o mapa “Sexual orientation Laws in the World – 2019) mostram que em mais de 31 países os gays podem receber penas de até oito anos de prisão e 10 anos em outros 10 países. O Brasil aparece na categoria “broad protection”, onde é possível casamento ou outras formas de união legal para parceiros do mesmo sexo e de adoção de crianças por casais homossexuais.

Foto: Jordan McDonald (Unsplash).

Deixe uma resposta