Siga-nos nas Redes Sociais

Influencers

Mala de Aventuras

Nesta semana, nós realizamos uma entrevista exclusiva com as criadoras do Mala de Aventuras

Rafael Sartori

Publicado

em

Em 2013, as publicitárias Gaia e Nanda abriram um blog e uma conta no Instagram para compartilhar as experiências do Mala de Aventuras com os amigos. A experiência ficou interessante e em 2015, elas deixaram os empregos para abrir a própria agência de marketing digital. As cariocas de Petrópolis conseguiram clientes e flexibilidade para viajar e produzir conteúdo de qualidade.

Em 2018, o Mala de Aventuras virou um negócio. Com 100 mil visitantes únicos e mais de 200 mil page views por mês, o blog apresenta destinos no mundo inteiro com direito a localização, alimentação, acomodações e passeios imperdíveis, além de um planejamento completo de viagem. O blog ainda conta com uma área chamada vale o clique, com boas indicações, listas e uma playlist para viajar.

Além de todo o guia, nós ensinamos para as pessoas como viajar mais e com economia. Não importa se o perfil do viajante é mochileiro ou luxo, a pessoa quer economizar. Nanda, Mala de Aventuras.

O Mala de Aventuras também produz conteúdo sobre fotografia, em uma linguagem amigável e simples de entender. Recentemente, lançaram um eBook chamado: como se tornar um expert na fotografia com o celular, para ajudar seus seguidores tirar e editar boas fotos. Além disso, elas desenvolveram diversos Presets, filtros para utilizar diretamente no aplicativo de edição de fotos Lightroom CC.

Apesar de todo mundo ter um celular, é muito difícil conseguir boas fotos. Nossos seguidores diziam que não conseguiam tirar boas fotos, editar e colocar filtros legais. Com o interesse, nós criamos o material. Gaia, Mala de Aventuras.

Nas redes sociais, o Mala de Aventuras conta com mais de 90 mil seguidores. O Instagram é o preferido dos seguidores e as fotos de GoPro são um sucesso de interação. O canal do YouTube é novo, foi neste mês que elas começaram a postar conteúdo semanalmente. Toda terça-feira os assinantes recebem um vídeo novo com fotografia, dicas de viagem, experiências e destinos.

O Mala de Aventuras tem muita história para contar, já esteve em lugares como Israel, Austrália, Canadá, Argentina, Colômbia e Africa do Sul, além de diversas viagens pelo Brasil. Em destaque, as viagens para Chamada das Mesas, no Maranhão, Chapada Diamantina, na Bahia e uma viagem inesquecível pelo litoral de Santa Catarina.

Neste mês, Gaia Vani embarca para o Egito e Jordânia, Nanda Hudson segue viagem para Tailândia e Itália. Alguns destaques para o segundo semestre são: Foz do Iguaçu, no Paraná, Bonito, no Mato Grosso do Sul e Jalapão, no Tocantins. Para as próximas viagens, o blog preparou um checklist personalizado e uma planilha de planejamento que será disponibilizada gratuitamente para os seus seguidores.

Nesta semana, nós realizamos uma entrevista exclusiva com as criadoras do Mala de Aventuras e fizemos oito perguntas essenciais sobre turismo, veja as respostas abaixo.

Com que frequência vocês viajam?

Em média, realizamos duas viagens internacionais e duas viagens nacionais por ano. Além de inúmeras viagens de fim de semana para destinos próximos no estado do Rio de Janeiro.

Qual é o perfil do seu público?

O perfil é majoritariamente feminino, com grande influência no eixo Rio-São Paulo. Alguns outros estados são representativos, como Minas Gerais e Paraná.

O que eles querem que vocês apresentem?

O público pede dicas de viagem, como viajar mais e com economia. Recentemente postamos sobre como arrumar as malas e a interação foi incrível. Eles também são muito interessados nas dicas de fotografia.

Quando vocês perceberam que o trabalho engatou?

No ano passado, nós entendemos o blog como negócio. Quando tivemos a resposta financeira, iniciamos a transição para que ele se torna-se nosso único trabalho. Hoje nós temos certeza de que essa é a nossa profissão.

O Brasil recebe menos turistas que Miami, onde estamos errando?

Um dos principais fatores é o noticiário negativo da mídia internacional, que acaba gerando desconfiança. O mesmo acontece quando viajamos para alguns países do exterior.  É uma situação complicada e difícil de reverter, uma pena. O Brasil tem um potencial imenso, atrativos naturais e lugares incríveis.

A sinalização monoglota e a falta comunicação em inglês, estão entre os porquês de recebermos poucos visitantes?

Sim, a comunicação faz muita diferença, principalmente para o transporte e alimentação. Este problema não é uma exclusividade do Brasil, passamos por alguns perrengues lá fora também. O mundo moderno dos aplicativos é uma alternativa para esses momentos.

Vocês estão preparadas para a era do turismo espacial?

Meu Deus! Nunca pensamos nisso. Seria legal dar um pulinho na Lua, ver a Terra lá de cima. Infelizmente, não é uma realidade tão breve e principalmente acessível.

Qual a dica para quem está começando?

Pra começar, você deve estudar bastante o que está rolando no mundo dos blogs e influenciadores. Depois disso, descubra sua própria voz e encontre seu nicho de mercado. É muito importante ser persistente, manter uma base frequente de postagens, independente da mídia, sempre com muito carinho, o mais completo possível.

Para planejar sua viagem, clique aqui. Para seguir na redes sociais, Facebook: @blogmaladeaventuras, Instagram: @maladeaventuras, Pinterest: @maladeaventuras e YouTube: @maladeaventuras. Veja o último vídeo com as belezas do litoral do estado de Santa Catarina.

*O Jornal 140 não se responsabiliza pela opinião dos autores deste coletivo.
Continuar Lendo
Publicidade
Comentários

Influencers

Me Poupe! O Reality: Nathalia Arcuri e o propósito de diminuir os índices de violência doméstica no país

Ao todo, serão exibidos 12 episódios inéditos, com um personagem diferente a cada programa.

Lai Dantas

Publicado

em

Não lembro como ou quando comecei a seguir a Nathalia Arcuri, mas sei que é graças ao conteúdo que ela dissemina na internet que hoje eu encho a boca para me intitular investidora.

E se um dia ousei dizer em alto e bom tom que nunca precisaria de matemática para nada nessa vida, agora me pego rindo enquanto faço contas e mais contas para multiplicar meu dinheiro.

Para mim, a história dessa mulher é simplesmente fantástica.

Quando criança, ouviu uma colega da escola dizer que os pais haviam criado uma poupança para ela: “Aos 18 anos de idade, poderei usar toda essa grana que eles estão acumulando para comprar meu carro!”.

Chegando em casa, Nath correu para perguntar ao pai sobre sua poupança – jurando ter a mesma sorte que a amiga – e recebeu como resposta um “Cresça e apareça!”.

Assim nasceu a fada sensata da educação financeira.

Por conta desse “não”, o dinheiro do lanche passou a ir para o cofrinho, os presentes de Natal e Dia das Crianças deixaram de ser roupas e brinquedos e, já na adolescência, trabalhar como figurante e modelo viraram sinônimo de renda extra.

Aos 18 anos, Nathalia comprou o tão sonhado carro.

Aos 23, assim que concluiu o ensino superior no curso de Jornalismo, tomou posse do primeiro imóvel: um apartamento na planta.

Aos 32, conquistou o primeiro milhão.

Reality na TV Aberta

Em 2012, já conhecida como repórter de uma das maiores emissoras de TV aberta do Brasil, Nathalia se pegou na zona de conforto. Já havia conquistado tudo o queria e precisava de mais para se manter viva e feliz.

Levou, então, uma proposta inédita para o lugar onde trabalhava: um reality de finanças para transformar a vida financeira dos brasileiros.

A resposta durante três anos?

Não, não e não.

Quando finalmente ouviu um sim, ele veio acompanhado de: “Gostamos tanto que vamos entregar seu projeto para um apresentador que é especialista em finanças”.

Canal no YouTube

Nathalia Arcuri abriu mão de um salário de 13 mil reais, comprou uma câmera, aprendeu a editar e levou seu sonho para o YouTube.

No Me Poupe!, atualmente considerado a primeira plataforma de entretenimento financeiro do país e o maior canal de finanças pessoais do mundo, ela ensina de forma divertida e descomplicada como gastar menos, investir, poupar, negociar etc.

O propósito?

No Brasil, a cada 15 segundos uma mulher é espancada e 70% dessas mulheres continuam passando por esse tipo de violência porque dependem financeiramente do marido.

Logo, oferecer educação financeira gratuita para o brasileiro significa oferecer educação financeira gratuita para mais mulheres: mais mulheres com liberdade financeira significa menos mulheres passando por violência doméstica.

Genial, né?

Me Poupe! O Reality

Com a liberdade financeira alcançada 12 anos antes do previsto, autora do best-seller Me poupe: 10 passos para nunca mais faltar dinheiro no seu bolso, o sonho do reality finalmente vai virar realidade.

Me poupe! O reality estreia em outubro, na Band.

Ao todo, serão exibidos 12 episódios inéditos, com um personagem diferente a cada programa. A missão é tirar os participantes do sufoco financeiro, ajudando na transição de endividados a investidores em quatro semanas.

Se eu fosse você não perdia por nada!

Foto Divulgação: Folha UOL

*O Jornal 140 não se responsabiliza pela opinião dos autores deste coletivo.
Continuar Lendo

Influencers

Viagem de Fuga

Nesta semana, o Jornal 140 realizou uma entrevista exclusiva com Patricia Furlan, criadora do Viagem de Fuga.

Rafael Sartori

Publicado

em

Em 2010, a publicitária Patricia Furlan fez sua primeira viagem internacional para o Canadá. Ao desembarcar no Brasil, postou fotos e um belo texto em suas redes sociais. O conteúdo chamou atenção dos amigos ao evidenciar experiências culturais bem diferentes do turismo convencional. Patricia começou a receber pedidos com dicas e roteiros de viagem.

Dois anos e algumas viagens depois, Patrícia trocou de emprego e passou um ano sem poder viajar para o exterior. Neste período, Patricia fazia apenas viagens de fim de semana e foi assim que surgiu a ideia de ter um blog, o nome Viagem de Fuga se deu quando Patricia percebeu que viajar era uma verdadeira fuga do ambiente comum.

A princípio o blog iria contar apenas as viagens próximas à São Paulo, a “fuga” do caos, da rotina, do que já é conhecido. Como um ano passou super rápido, acabei englobando todas as viagens. Patricia Furlan.

O blog é separado entre viagens nacionais e internacionais, conta com dicas, planejamento e notícias de turismo. O blog ainda conta com uma sessão chamada Guest Post, onde seguidores e convidados podem descrever experiências culturais marcantes que tiveram em suas viagens.

Ao navegar, facilmente encontramos muitas experiências inusitadas, como aprender a fazer doces japoneses (em japonês), em Kyoto, no Japão. No Brasil, experiências históricas em colônias de imigrantes em Minhas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul. Para Patricia, o diferencial do Viagem de Fuga é exatamente esse:

Eu foco na experiência cultural da viagem, como essa experiência agregou e mudou a minha vida. Patricia Furlan.

O Viagem de Fuga já passou por mais de 20 países visitados, como Japão, Índia, Havaí e o Atacama, no Chile. No Brasil, as viagens favoritas foram para a Chapada dos Veadeiros (GO), Chapada Diamantina (BA) e as praias do estado de Alagoas. No segundo semestre, Patricia viaja para Singapura, Suíça, Espanha e Portugal.

Nesta semana, o Jornal 140 realizou uma entrevista exclusiva com Patricia Furlan, criadora do Viagem de Fuga. Nós fizemos cinco perguntas essenciais sobre turismo, veja as respostas abaixo.

Com que frequência você viaja?

Faço duas viagens internacionais por ano e pelo menos quatro pelo Brasil.

Qual o perfil do seu público?

56% feminino e 44% masculino em uma faixa etária de 28 à 35 anos.

O que eles querem que você apresente?

Geralmente, o turismo de experiência. Meu público não é o turista que compra pacote e segue programação de agência. É um viajante que quer mais autonomia, liberdade e um mínimo de conforto.

Qual é o seu sonho de consumo em termos de público?

Eu não defini uma meta de público e não quero fazer isso, a meta faz o meu trabalho perder autenticidade. Vejo muitos blogs e influenciadores alucinados por números, público e conteúdo. Eu não quero que “viajar” se torne um peso pra mim. Devido aos patrocinios, o blogueiro apresenta apenas o lado bom de um destino, eu quero mostrar a realidade.

Qual a dica para quem está começando?

Comece por paixão ao que faz, não pra ficar famoso ou conseguir seguidores. Isso é ilusório e rapidamente o que era um hobby se torna um peso.

Para planejar sua viagem, clique aqui. Para seguir na redes sociais, Facebook: @viagemdefugaInstagram: @viagemdefuga, Twitter: @viagemdefuga e YouTube: @viagemdefuga.

*O Jornal 140 não se responsabiliza pela opinião dos autores deste coletivo.
Continuar Lendo

Trending