Os 100 dias de @jairbolsonaro

O Jornal 140 teve acesso a uma análise sobre os 100 dias do presidente Jair Bolsonaro no digital, realizada pela consultoria Bites, empresa orientada a dados que mapeia, interpreta e analisa informações no mundo digital.

As principais “descobertas” foram:

– O presidente Jair Bolsonaro, é o 4o em número de fãs e seguidores nas redes sociais entre 12 líderes mundiais.

– Com menos seguidores (27,1 milhões), Bolsonaro consegue quase o dobro de interações que o presidente americano Donald Trump (que é seguido por 96,3 milhões) e o primeiro-ministro indiano Narendra Modi (112,3 milhões).

– Na última semana (da análise da Bites), a “tração” do presidente Bolsonaro nas redes sociais caiu 47% em relação à média dos primeiros 100 dias. A Bites desenvolveu uma metodologia – chamada “tração” – que permite identificar a capacidade de uma marca, político ou personalidade gerar um movimento expressivo em seus perfis sociais impactando a sua rede em determinada direção.

– Entre todos os ex-presidentes a partir da redemocratização, Bolsonaro tem o maior volume de arquivos indexados no Google.

– A palavra-chave Bolsonaro foi responsável por 0,63% do total de consultas no Google Brasil nos últimos 90 dias.

– Entre as hashtags mais associadas ao presidente nos últimos 100 dias, a mais utilizada foi #bolsonaro2020.

Os números mostram que Bolsonaro foi o líder político que mais publicou posts nos 100 primeiros dias de 2019: 1.634 contra 1.537 de Trump, 1.454 de Justin Trudeau (primeiro-ministro do Canadá), 1.207 de Narendra Modi e 509 de Recep Erdogan (ditador da Turquia). A repercussão veio no mesmo nível. Bolsonaro obteve 215.046.950 curtidas (Trump, o segundo no “ranking”, teve 111.507.841), 8.320.918 comentários (Trump, 3.632.015), e 9.228.429 (aqui Trump levou a melhor, com 28.710.564 vindo Narendra Modi logo em seguida com 7.046.680). Na avaliação de Bites, Bolsonaro, no composto, é o líder político que apresentou mais interações entre janeiro e abril.

Chama a atenção também o fato de que Bolsonaro se tornou um dos políticos com a maior taxa de indexação no Google Brasil – foram 149 milhões de arquivos mapeados pelo Google, sendo 80,4 milhões adicionados desde janeiro de 2019.

Segundo a Bites, Bolsonaro foi a 20a palavra mais consultada na frente de marcas como Americanas, Amazon e Twitter.

Os analistas de Bites “indicam um grande desafio para os próximos 100 dias do governo. O maior deles é mobilizar aqueles que seguem os perfis do presidente em torno de uma agenda de governo, não mais de campanha”. Bites ressalva: “entre os 20 posts no Facebook com maior taxa de engajamento (reações, comentários e compartilhamentos), publicados desde a posse, nenhum traz debates sobre a reforma da previdência ou temas da agenda administrativa”.

Deixe uma resposta