Rodrigo Ferraz: beber vinho e andar de bike faz bem

As plataformas de vídeo como o YouTube escancararam a segmentação iniciada bravamente pela TV paga. Os primeiros trabalhos rescendiam a amadorismo e engatinhavam na experimentação. Hoje é um ambiente coalhado de talentos onde se pode achar assuntos e profissionais super especializados – eis o caso de Rodrigo Ferraz, com o seu “Vinhos de Bicicleta”.

Atualmente com 31.190 inscritos e 158 vídeos, o canal exibe o sommelier Rodrigo Ferraz dando dicas e tutoriais sobre vinhos e harmonização; são quase vídeo-aulas que duram em media sete minutos e que podem chegar a 15 minutos. Rodrigo também realiza cursos on-line para aqueles que querem se aprofundar.

Sommelier é uma profissão que foi regulamentada recentemente pela lei 12.647 em 2011. Estes profissionais são responsáveis pela seleção e compra de vinhos para restaurantes, bares, hotéis, distribuidoras, importadoras e redes de supermercados. É preciso estudar muito para se tornar um sommelier em cursos ministrados pela ABS-Associação Brasileira de Sommeliers (veja aqui a de S. Paulo) ou em escolas como a Enocultura.

Rodrigo é um sommelier millennial, tem 31 anos, que sabe como se comunicar com millenials, jovens nascidos entre 1975 e 1995 e que odeiam qualquer tipo de afetação no ato de consumir vinhos – por isso muitos optam em ficar apenas na boa e velha cerveja.

Ex-publicitário, resolveu chutar o balde e abandonar a carreira depois de viajar com a ex-namorada para os vinhedos de Mendoza, na Argentina, pedalando uma bike – daí o nome do canal.

Na volta da viagem, fundou a Vinhos de Bicicleta, empresa que começou com um clube de assinatura com foco em vinhos artesanais e que evolui para uma loja especializada – loja física e ecommerce, a partir de sua base em S. José dos Campos, interior de S. Paulo. Criar o canal para se relacionar com os seus consumidores tem a ver com o propósito de seu negócio que é descomplicar o mundo dos vinhos, vender experiências e divulgar a imensa diversidade e riqueza desta bebida/alimento.

Rodrigo conta que o canal foi uma criação coletiva. Um dia, em sua loja, recebeu a visita de duas pessoas, donas de uma produtora. Adoraram o atendimento, o jeito expansivo e comunicativo de Rodrigo e no dia seguinte ligaram para dizer que tinham a ideia de lançar um canal sobre vinhos na Internet.

“Vinhos de Bicicleta” acabou ganhando prestigio e fama não apenas com os millenials. Recentemente, o canal recebeu a visita de Marcelo Papa, o enólogo chefe da vinícola chilena Concha y Toro que foi até São José dos Campos para gravar um vídeo no canal.

Serviço Vinhos de Bicicleta

Youtube: aqui.

Instagram: aqui.

Facebook: aqui.

Leia também entrevista realizada pela Winext com Rodrigo Ferraz, aqui.

Deixe uma resposta