Graphic MSP: abrindo espaço para novos talentos e temas profundos

Quando se trata de Mauricio de Sousa e Turma da Mônica eu sou suspeita para falar. Sou fã de carteirinha e acompanho a turminha desde que me entendo por gente. Não sou o tipo de fã enlouquecida por nada, nem ninguém. Quer dizer, exceto o Mauricio e a J. K. Rowling. Mas, com ele o caso é bem mais grave. Não posso ver ele dando entrevista, que eu choro. Inclusive, na Campus Party Brasil 12, eu chorei da hora que ele subiu no palco até a hora que ele foi embora. Pelo simples fato de que o Mauricio (e a J. K. Rowling) ajudou a formar a pessoa que eu sou, tanto quanto os meus próprios pais.

Não só a mim, mas a várias e várias gerações de pessoas que existem nesse país. Quanto mais conheço a sua história, mais o admiro. Mauricio tem talento para se reinventar (e eu juro que agora já estamos entrando no assunto do post). Turma da Mônica acompanha os sucessos de cada geração e por isso é tão atual. Na época da sua avó, o crush da Mônica e da Magali, era o Francisco Cuoco. Na minha época, era os Jonas Brothers, assim como para muita gente da minha geração.

Entenda a Graphic MSP

Só que ele não parou por aí. Nasceu a Mônica Toy, que é sucesso no Youtube, e também a Graphic MSP! Que, nada mais são, do que um projeto da Mauricio de Sousa Produções, que abre espaço para que outros artistas brasileiros deem seus próprios estilos para histórias em quadrinhos com os personagens que conhecemos. Essas graphics costumam ter uma impressão diferente e mais refinada do que os gibis. Tendo até capa dura e, consequentemente, um pouco mais cara do que os quadrinhos tradicionais. Entretanto, prometo que vale cada centavo (pelo menos todas as que eu li até agora).

O projeto começou a nascer em 2009, com a MSP 50 – Mauricio de Sousa Por 50 Artistas. Mas, foi só em 2012, que a primeira Graphic MSP oficial foi publicada. E, dessa vez Mônica abriu espaço para que o Astronauta fosse o primeiro personagem a ganhar uma graphic. Na verdade, a dentuça preferida desse Brasil, só ganhou sua primeira edição na Graphic MSP, em 2016. Com Força, da Bianca Pinheiro. Nessa edição, o tema trabalhado é o relacionamento dos pais da Mônica, que está estremecido e a baixinha se sente impotente buscando uma solução para ajudar o casal.

Temas mais profundos do que estamos acostumados

Turma da Mônica sempre teve uma pegada bem leve e divertida. A Graphic MSP abre espaço para novos talentos e até temas mais profundos. Já que nós não veríamos temas como o trabalhado em Força, nas revistinhas tradicionais. Ou seja, as graphics são uma ótima oportunidade para conhecer novos traços e passar a valorizar o trabalho de outros ilustradores. Mas, acima de tudo, é uma oportunidade incrível para se sentir mais próximo dos personagens que já amamos tanto.

Definitivamente, Mauricio e Turma da Mônica tem um total de 0 defeitos!

Deixe uma resposta