Siga-nos nas Redes Sociais

Marketing

Criatividade não é dom e uma fake news sobre Mozart pode provar

Lai Dantas

Publicado

em

“Quando sou completamente eu mesmo, quando me encontro sozinho e de bom humor – por exemplo, se estou viajando de carruagem, caminhando depois de uma boa refeição ou sem sono à noite –, minhas ideias fluem melhor e com mais abundância.’’

Esse trecho faz parte de uma carta publicada por um periódico musical da Alemanha no ano de 1815, onde o artista Amadeus Mozart descrevia em detalhes o processo criativo de suas óperas e sinfonias: ‘‘(…) Quando passo a escrever tais ideias, faço-o com bastante rapidez, uma vez que tudo já está acabado e no papel elas raramente diferem do que eram na imaginação.”

Gênio perfeito que nunca errou? Elfo sensato das eurekas? Lindíssimo dos melhores insights? Nenhuma das alternativas. Quatro décadas depois ficou comprovado que o documento divulgado era falso.

E se quatro horas já são o suficiente para que uma fake news viralize, interfira nas emoções dos envolvidos e faça todos os ´´estragos“ possíveis, imagine quarenta anos.

É claro que Mozart foi um pianista e compositor talentoso. Não é à toa que até hoje é reconhecido como um dos mais importantes nomes da música erudita e da história da música clássica. Mas suas obras primas sempre foram consequências de muito esforço, incansáveis revisões e tentativas, erros e até bloqueios criativos.

Porque a grande verdade é que ser criativo não necessariamente é um dom ou uma característica nata. Embora romântica, essa ideia é completamente equivocada. Uma crença limitante que provavelmente nasceu da necessidade de explicar resultados extraordinários através de atos especiais de grandes gênios.

Acredite! Criatividade tem mais a ver com atos simples de pessoas comuns. Assim mesmo, sem segredo: é trabalho e persistência!

LAI INDICA

Se você chegou até aqui, gostou do que leu e quer saber mais sobre criatividade, tenho três livros para indicar:

Roube como um artista

Nele, Austin Kleon dá 10 dicas sobre criatividade. De todas, minha preferida é a segunda: não espere até saber quem você é para começar. Afinal, é na ação que a gente se descobre.

Tudo bem que o livro parte do princípio de que ´´Nada se cria, tudo se copia!“ e eu discordo dessa teoria, mas ainda assim recomendo a leitura. É leve, objetiva e motivadora!

Mindset: a nova psicologia do sucesso

Sensacional!

Serve não só para quem trabalha com criatividade, como também para pais, atletas e professores.

Aliás, é o tipo de livro que todo mundo deveria ter. Carol Dweck mostra, através de pesquisas que realizou em sua área de atuação, de onde vêm as crenças limitantes que carregamos durante a vida e de que forma elas atrapalham nosso desenvolvimento pessoal e profissional.

Tem solução? Tem e está no último capítulo.

A história secreta da criatividade

´´Em A história secreta da criatividade, o professor do MIT Kevin Ashton mostra que o processo criativo é lento, complexo, espinhoso e repleto de falhas, frustrações e recomeços.“

Assino embaixo da sinopse e acrescento que:

  1. O livro tem histórias inspiradoras de pessoas simples que mudaram o mundo.
  2. Foi por meio dele que eu aprendi sobre o mito da criatividade.
  3. Inevitavelmente é uma leitura que abre a mente para ideias, sonhos e criatividade.

Já leu algum desses livros? Vai ler? Me conta o que achou.

Por hoje é só, mas semana que vem tem mais!

Foto: Amadeus / Warner Bros.

*O Jornal 140 não se responsabiliza pela opinião dos autores deste coletivo.

Lai Dantas é profissional de marketing e acredita que o futuro é de marcas que se importam com pessoas. Atualmente, empreende na internet como produtora de conteúdo. Adora um café quente e um bom livro!

Continuar Lendo
Clique para comentar

You must be logged in to post a comment Login

Escreva um Comentário

Marketing

3 vantagens de ter um perfil comercial no Instagram

Neste artigo, você também vai aprender como mudar sua conta para conta comercial no Instagram.

Lai Dantas

Publicado

em

Foto: Unsplash

Conhecido por implementar mudanças ora bem recebidas, ora motivos de críticas e polêmicas, o Instagram é hoje uma das redes sociais mais utilizadas por empresas brasileiras. Inegavelmente o rei do engajamento sabe acompanhar as necessidades do público que tem e um exemplo claro é a opção de perfil comercial que disponibilizou.

Por consequência da atualização, marcas empresariais e pessoais passaram a ter acesso a informações fundamentais para a construção e manutenção das estratégias que desenvolvem para a plataforma, uma vez que curtidas e comentários já não são parâmetros de resultados há muito tempo.

Vantagens de ter um perfil comercial

Mensurar resultados

Com o perfil comercial, é possível obter dados como alcance, impressões, visualizações, cliques, dados demográficos (idade, cidade, gênero etc.), assim como saber quantas pessoas salvaram sua publicação, compartilharam seu post com outro usuário, visitaram seu perfil ou clicaram no seu site (caso tenha um).

O que isso significa? Ter acesso ao que funciona e ao que não funciona nos permite ajustar a estratégia, o conteúdo e até mesmo o investimento.

Inserir opções de contato

Outra vantagem é que você pode inserir informações públicas da sua marca, como endereço de e-mail, endereço comercial e telefone. Além disso, também é possível adicionar um botão de ação e, dessa forma, seus clientes poderão interagir com sua empresa a partir do seu perfil.

Comprar, agendar, reservar e iniciar pedido são algumas das opções disponíveis no momento.

Foto: Unsplash

Agendar publicações

Recentemente o Facebook liberou o agendamento de posts no Instagram. O mesmo vale para IGTV e tudo pode ser programado por até seis meses. Você só precisa ter um perfil comercial.

Nessa o Estúdio de Criação do Facebook mandou muito bem, já que antes, para manter a organização e o calendário de postagens em dia, era preciso recorrer a ferramentas pagas de gerenciamento de redes sociais.

Como mudar sua conta para comercial no Instagram

Siga o passo a passo:

  1. Em primeiro lugar, acesse as configurações da plataforma e selecione a opção conta;
  2. Em seguida, opte por “mudar para conta profissional”;
  3. Escolha a opção que melhor descreve você ou seu negócio (criador de conteúdo ou empresa) e clique em avançar;
  4. Depois, selecione a categoria que melhor descreve o que você faz.
  5. Então, preencha suas informações públicas de contato;
  6. Opte por conectar sua página a uma conta do Facebook ou não;
  7. Enfim, seguindo todos esses passos, você terá um perfil comercial.

Gostou do artigo?

Talvez você também se interesse por: Marketing de Conteúdo: O que fez uma marca de pneus distribuir guias turísticos.

*O Jornal 140 não se responsabiliza pela opinião dos autores deste coletivo.
Continuar Lendo

Marketing

Por que produzir conteúdo é importante?

Neste artigo, você vai entender – de forma simplificada – a importância da produção de conteúdo.

Lai Dantas

Publicado

em

Foto: Michelin

Produzir conteúdo não se resume a escrever, tampouco escrever apenas para um blog ou falar sobre determinado assunto nos Stories do Instagram. Não à toa, dentro do marketing digital é a estratégia mais utilizada por empresas.

Blog post, post para redes sociais, webinar, vídeo, podcast, newsletter, e-book, infográfico, enquete, meme, gif, estudo de caso, guia, lista, ao vivo e por aí vai: ao entregar valor para a pessoa certa, por meio de materiais relevantes, você acaba criando uma percepção positiva sobre sua marca, seja ela pessoal ou empresarial.

Vamos falar um pouco mais sobre isso? Continua comigo.

Produzir conteúdo é centenário!

O conteúdo como estratégia surgiu há muito tempo e não foi na internet.

Lembra quando eu falei sobre a marca de pneus que distribuiu guias turísticos para motoristas de uma região interiorana da França? Pois é. Isso faz mais de 100 anos.

Michelin

A empresa da qual estou falando é a Michelin. Ao invés de distribuir panfletos prometendo a melhor qualidade do mercado, disponibilizou exemplares com dicas de viagem e informações sobre os melhores estabelecimentos para comer e se hospedar. Assim, motoristas começaram a viajar de carro cada vez mais para conhecer esses lugares incríveis e, como consequência de tantos quilômetros rodados, uma hora precisaram trocar os pneus gastos. Entendeu a sacada?

Leite Moça

Um exemplo mais atual é o leite condensado Moça da Nestlé.

Com a reformulação da embalagem, as latas passaram a vir com receitas no verso. E depois mudou ainda mais. O produto agora vem com um QR Code que redireciona o consumidor para as redes sociais, onde é possível conferir a receita completa e outras opções. Um prato cheio para quem gosta de cozinhar e quer aprender novas sobremesas!

Produzir é importante porque…

Os hábitos de consumo mudaram e como diz Seth Godin, o marketing que funciona no momento é aquele que as pessoas escolhem prestar atenção. Ou seja, o marketing de conteúdo: que atrai, envolve e gera valor.

A produção de conteúdo, então, nada mais é do que uma forma de construir relacionamentos duradouros entre uma marca e um consumidor, levando em consideração que ele tem um mundo de informações na palma da mão.

Com um leque de possibilidades, por que escolher a opção L e não a opção A, B, C ou Z? Por que escolher você e não o concorrente?

Porque você conhece suas dores e necessidades, bem como seus anseios e desejos, como ninguém. E não interrompe, não apela e não implora. Você só está ali interessado em solucionar, educar e ensinar, ao invés de simplesmente vender. Né?

Portanto, crie! Crie de forma consistente e se torne inesquecível!

*O Jornal 140 não se responsabiliza pela opinião dos autores deste coletivo.
Continuar Lendo

Trending