Apoio a Bolsonaro gera 1,4 milhão de tweets no domingo

Dados do sistema analítico BITES recebidos pelo Jornal 140 mostram que os protestos de domingo produziram 1,4 milhão de posts no Twitter contra 1,6 milhão de posts conseguidos nas manifestações de apoio às universidades federais. Ainda que tenha gerado um pouco menos de interações, os analistas da BITES consideram que houve um “empate técnico” no embate entre os defensores do governo Bolsonaro e a oposição a ele.

Os dados analisados foram coletados até às 20h30 de domingo, quando houve um movimento contrário na rede. De um lado, os defensores de uma nova manifestação, desta vez contra o governo, emitiram 10 mil tweets convocando protestos para esta quinta-feira, com a hashtag #dia30vaisermaior.

A BITES analisou o comportamento digital do Jair Bolsonaro no domingo. O presidente produziu quatro posts em apoio aos seus aliados e que geraram 57 mil retweets (RTs). Segundo a BITES “foi quase o mesmo resultado dos deputados federerais que produziram naquele dia 843 posts em seus perfis e registraram 124 mil compartilhamentos e RTs”.

A hashtag #BrasilNasRuas, segundo a análise de BITES, ocupou os Trending Topics do Twitter durante todo o domingo e foi um dos assuntos “mais comentados no mundo”, alcançando 859.116 tweets contra 94.836 de hashtags da oposição.

Enquanto parte da imprensa mostrou que os grandes vilões da cólera dos seguidores de Jair Bolsonaro seriam o presidente da Câmara de Deputados Rodrigo Maia (26 mil tweets), o Centrão (36 mil tweets) e o STF (48 mil tweets), os manifestantes digitais resolveram centralizar a maior parte de sua artilharia contra o Congresso Nacional que apareceu em 86 mil tweets.

Apesar das críticas recorrentes do presidente Jair Bolsonaro e de seus seguidores em relação a cobertura “enviesada” da imprensa, as 10 notícias de “maior propagação” foram positivas ou neutras para o governo. Segundo BITES, as 10 matérias foram responsáveis por gerar 13, milhão de compartilhamentos no Facebook e Twitter durante o domingo de protestos em todo o Brasil.

Deixe uma resposta