Siga-nos nas Redes Sociais

Releases

Fundação Dom Cabral lança programa de desenvolvimento para famílias empresárias no Rio de Janeiro

Publicado

em

A SISEN, associada da Fundação Dom Cabral, promove de agosto a dezembro, no campus RJ, localizado em Botafogo, o programa “Parceria para o Desenvolvimento de Acionistas e da Família Empresária (PDA)”. Com professores especialistas, advogados, terapeutas familiares e empresários convidados pela FDC, o programa é dividido em quatro blocos: Bloco I (Integração e Governança Corporativa), Bloco II (Gestão do Patrimônio), Bloco III (Sucessão e Longevidade do Negócio) e Bloco IV (Liderando o Futuro).

Segundo dados do IBGE, negócios de família representam 90% dos empreendimentos brasileiros e geram 65% do PIB. No entanto, o índice de mortalidade dessas empresas com o passar das gerações é bastante alto. Apenas 30% sobrevivem à transição para a segunda geração e não mais do que 4% passam da terceira geração.

Tendo em vista os dados citados acima, o PDA proporciona um alinhamento de percepções, responsabilidades, prerrogativas, direitos e estratégias adequadas às famílias e suas empresas, a partir de aporte conceitual de alta relevância e troca de experiências entre os participantes.

As aulas são expositivas, com apresentação de cases, debates, dinâmicas de grupos e integrações fora de sala de aula, promovendo o desenvolvimento do conhecimento, a integração e o networking entre os grupos familiares participantes. Os resultados esperados são o desenvolvimento de famílias empresárias com foco nos pilares Governança, Sucessão, Patrimônio e Relacionamento.

Empresas como Bauducco, Construtora Líder, Dori Alimentos, Dudalina, Drogaria Pacheco, Grupo Algar, Grupo Silvio Santos, Localiza Rent a Car, Supermercado Zona Sul, Hortifruti entre diversas outras já participaram do programa. O PDA está há 20 anos no mercado, tendo auxiliado, mais de 600 famílias empresárias de todo o Brasil.

“O PDA abriu várias portas internamente. As famílias ainda que pequenas, como a nossa, no fundo tem os mesmos tipos de problemas, independentemente do tamanho da empresa e do segmento. Foi muito gratificante para nós ouvirmos das outras famílias, que compartilharam seus exemplos, o que funciona e o que não funciona. Você vai além, você sai um pouco do seu mundo e passa a enxergar outras dinâmicas, outras oportunidades. Precisamos sempre melhorar, ouvir e aprender. Tudo isso é muito rico”, relata Carlo Andrea Bauducco, Diretor de Novos Negócios da empresa Bauducco.

Sobre a Fundação Dom Cabral

Há mais de 40 anos a FDC desenvolve executivos, gestores públicos, empresários e organizações de diversos segmentos em vários países. A FDC é uma das escolas de negócios mais relevantes do mundo por oferecer o que há de mais inovador por meio de soluções educacionais nacionais e internacionais, sustentadas por alianças estratégicas e acordos de cooperação com renomadas instituições na Europa, Estados Unidos, China, Índia, Rússia e América Latina. Essa rede de escolas como Cambridge, IMD, Insead permite o acesso à modernas ferramentas de gestão de negócios, troca de experiências e a geração conjunta de conhecimento.

Sobre a SISEN

A SISEN é uma empresa de soluções empresariais voltada para o desenvolvimento de pessoas e organizações. Fundada em 1990, presta consultoria à pequenas e médias empresas, além de levar os programas da Fundação Dom Cabral para empresários e gestores.

Serviço:

Programa para o Desenvolvimento do Acionista e da Família Empresária (PDA)

Início: Agosto de 2019

Término: Dezembro de 2019

Horário: de 9h às 18h, sendo dois dias consecutivos para cada módulo

Local: Campus FDC Rio de Janeiro – Praia de Botafogo, 300 – Botafogo

Público Alvo: Grupos familiares acionistas de empresas de médio porte do Rio de Janeiro

Mais informações e inscrições: https://www.sisen.com.br/pdario/
Email: sisen@sisen.com.br
Tel: 21-2262-7328

Hayla Leite
assessoria@simples.net
Tel: 21-98306-4707

*O Jornal 140 não se responsabiliza pela opinião dos autores deste coletivo.

Os artigos publicados em nome da Redação 140 são de responsabilidade dos responsáveis por este site de notícias. Entre em contato caso tenha alguma observação em relação às informações aqui contidas.

Continuar Lendo
Clique para comentar

You must be logged in to post a comment Login

Escreva um Comentário

Releases

Foi com medo de avião…

EMDR é uma abordagem terapeutica que contribui para superar a aviofobia

Publicado

em

Foto: Marco López / Unsplash

O Jornal 140 recebeu um release curioso (e que, de certa maneira, complementa o relativo à promocao da Emirates). Este veio da Associação Brasileira de EMDR, acrônimo de Eye Movement Desensitization and Reprocessing (Dessensibilização Reprocessamento por meio dos Movimentos Oculares), abordagem terapêutica que é reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) criada para controlar as emoções causadas pela aviofobia, tais como ansiedade, estresse, taquicardia, crises de pânico e até possíveis desmaios.

A abordagem, pelo menos segundo o comunicado, vem mostrando resultados eficazes. Reproduzimos a seguir parte do release:

O avião é considerado o segundo meio de transporte mais seguro do mundo, mas três em cada quatro brasileiros ainda tem medo de voar, segundo pesquisa do Ibope. A aviofobia pode estar relacionada a um trauma específico, ao medo de estar nas alturas ou diretamente ligada ao medo de morrer, ou até mesmo pelo indivíduo sofrer um trauma vicariante (trauma desenvolvido a partir de relatos de outras pessoas ou até mesmo por ter vivenciado a situação de perto), entre outros motivos. No entanto, independente da razão, o medo ou trauma em questão afeta a vida pessoal e profissional da pessoa, impedindo muitas vezes, por exemplo, que ela faça aquele passeio em família para outro país que há tempos deseja ou até mesmo limitando viagens de negócios importantes na carreira.

O tratamento, indicado para todas as idades, é realizado em oito fases que deve ser seguido à risca para que a pessoa tenha acesso a todos os pilares da memória necessários para reprocessar os traumas e medos, como imagens, crenças negativas e até mesmo, as sensações corporais.

De forma inédita no Brasil, a abordagem terapêutica integrativa de EMDR se utiliza de estímulos visuais, auditivos e/ou táteis durante todas as fases da terapia. Estes estímulos promovem um reprocessamentos das memórias traumáticas, uma modificação dos sentimentos negativos e transforma a forma como sensações corporais aparecem para o paciente, instigando à rede onde está presa a lembrança ou o medo. “O paciente é incentivado a expor seus medos ou sensação traumática, e assim lhe ajudamos através dos movimentos dos olhos, de determinada maneira, que o cérebro recebe a ajuda necessária para processar o fato e o arquiva de uma forma funcional.” diz Ana Lúcia Castello,psicóloga e presidente da Associação Brasileira de EMDR . “As informações perturbadoras são desatadas através de um caminho adaptativo até que pensamentos, sentimentos, medos, traumas, imagens e emoções tenham desaparecido e espontaneamente substituídos por uma atitude positiva” completa Ana Lúcia Castello.

A terapia EMDR é utilizada para todo tipo de fobia e trauma, incluindo situações delicadas pós-traumáticas.

*O Jornal 140 não se responsabiliza pela opinião dos autores deste coletivo.
Continuar Lendo

Releases

Guia salarial revela quanto ganham os executivos

Salário de um gerente de Inovação Digital pode chegar a mais de 30 mil Reais; um analista de marketing digital, 10.800.

Publicado

em

O Jornal 140 recebeu um comunicado sobre o “Guia Salarial 2020”. A pesquisa foi realizada pela empresa de recrutamento Robert Half. O informativo revela o perfil e as variações salariais de diversos segmentos como mercado financeiro/seguros, tecnologia, recursos humanos, vendas e marketing.

Compartilhamos abaixo, na íntegra, as informações que recebemos.

MERCADO FINANCEIRO E SEGUROS:

Gerente de Inovação Digital

– Motivo da alta demanda: com a transformação digital cada vez mais presente no dia a dia das empresas, esse profissional com qualificações específicas estará apto a liderar este processo de avanço tecnológico, sendo um catalisador de bons resultados.

– O que faz: é o profissional que trabalha para formular, implementar e gerenciar as ferramentas e processos de inovação dentro da companhia, com a responsabilidade de administrar corretamente os fundamentos principais, como pessoas, estratégia, processos e recursos.

– Salário: 18.200/ 22.500/ 26.550/ 32.650.

TECNOLOGIA

Desenvolvedor Mobile Sênior

– Motivo da alta demanda: o aumento da conectividade entre as pessoas e dentro das organizações demanda mais profissionais especializados em desenvolvimento de software.

– O que faz: é o profissional que escreve os códigos para construir as aplicações. É responsável por analisar, projetar, documentar, testar e implantar sistemas de Tecnologia da Informação, tanto para computadores como para outros dispositivos.

– Salário: 7.700/ 10.000/ 12.950/ 15.750.

Cientista de Dados

– Motivo da alta demanda: necessidade do mercado em ter um profissional habilitado para desenvolvimento e análise de técnica de informações e dados coletados em diversas redes, especialmente na internet.

– O que faz: Possui uma visão sistêmica, com conhecimentos essenciais matemáticos, de estatística, processamento e linguagem de software.

– Salário: 13.100/ 17.000/ 21.950/ 26.700.

Chief Technology Officer (CTO)

– Motivo da alta demanda: a realidade da transformação digital no mercado exige um profissional de nível executivo que tenha uma visão ampla do que acontece na empresa e uma vasta experiência em tecnologia, colocando em prática os objetivos e metas da companhia.

– O que faz: esse líder seleciona e retém talentos criativos para auxiliá-lo no desenvolvimento de projetos estratégicos, identifica oportunidades e fica atento aos riscos, aplica novas tecnologias e pensa no futuro da empresa, participa de decisões importantes e fornece soluções para a empresa.

– Salário: 24.700/ 32.000/ 41.350/ 50.300.

VENDAS E MARKETING

Head of Growth

– Motivo da alta demanda: empresas em forte processo de expansão precisam organizar processos para acelerar seu crescimento. É necessário criar uma ponte entre as áreas de vendas, marketing e pós-venda, utilizando métodos estatísticos para que se possa tomar decisões e desenhar iniciativas estratégicas.

– O que faz: esse líder encontra oportunidades para o sucesso, criando estratégias específicas visando resultados para o crescimento rápido da empresa. O profissional deve ter conhecimento técnico e conceitual de Marketing, entender de processos, metodologia de experimentos e tecnologia, inspirar a criatividade na equipe e, acima de tudo, compreender a psicologia do consumidor.

– Salário: P/M 13.000/ 16.000/ 19.650/ 21.600; G 17.250/ 25.000/ 30.700/ 33.800.

Analista de Marketing Digital

– Motivo da alta demanda: com a expansão da interação de consumo por meio das redes digitais, é necessário que as empresas tenham um profissional que identifique o seu consumidor, saiba onde ele se concentra e o que ele busca para, então, construir ações de relacionamento com este público focando nos objetivos estratégicos de marketing pré-estabelecidos pela companhia.

– O que faz: deve conhecer o cenário da comunicação digital, desenvolver sites, e-mails marketing, links patrocinados, SEO (Search Engine Optimization, ou Otimização para Mecanismos de Buscas) e campanhas em redes sociais a fim de planejar ações que levem a mensagem da marca ao consumidor.

– Salário: P/M – 3.450/ 5.000/ 6.150/ 6.800; G – 5.500/ 8.000/ 9.800/ 10.800.

RECURSOS HUMANOS

Gerente de Treinamento e Desenvolvimento

– Motivo da alta demanda: atrair e reter talentos nas organizações é um grande desafio e uma atitude chave para manter o alto desempenho e produtividade das companhias, especialmente na era da transformação digital. Por isso, ações internas que estimulam o engajamento dos colaboradores tornam-se cada vez mais necessárias.

– O que faz: a área atua com diversas competências, desde o treinamento básico do novo funcionário, passando por parcerias com instituições de ensino e idealização de cursos in company, até a transmissão de informações do nível estratégico ao operacional, aplicação de pesquisas de clima e demais métodos relativos à área.

– Salário: P/M 12.800/ 15.000/ 16.950/ 20.150; G 15.600/ 18.250/ 20.600/ 24.500.

* Com nova metodologia, o Guia Salarial 2020 da Robert Half traz quatro faixas salariais divididas em percentis, representados por 25º/ 50º/ 75º/ 95º. Os critérios para determinar em que faixa o perfil se encontra podem variar de acordo com a experiência na função, tempo no segmento, porte da empresa, características setoriais, demanda e disponibilidade pelo perfil no mercado, habilidades e certificações extras, por exemplo.

* Faturamento das empresas: P/M – até R﹩ 500 milhões; G – acima de R﹩ 500 milhões.

O Guia Salarial 2020 da Robert Half pode ser acessado neste link: http://www.roberthalf.com.br/guia-salarial.

*O Jornal 140 não se responsabiliza pela opinião dos autores deste coletivo.
Continuar Lendo

Trending