O Golden Circle e a importância de comunicar o propósito do seu negócio

À medida que eu comecei a pensar em meu nome como uma marca, como um negócio, passei a me interessar por assuntos relacionados a branding e branding pessoal.

E foi no meio de uma pesquisa aprofundada sobre propósito que eu descobri a metodologia do Golden Circle.

O Círculo Dourado (em português) foi criado pelo palestrante motivacional Simon Sinek. Ele é autor dos livros Comece pelo Porquê e Por quê? Como Grandes Líderes Inspiram Ação.

Golden Circle

Simon desenvolveu esse conceito depois de questionar por que algumas marcas conseguem inspirar e outras não. Isso levando em consideração a capacidade que todas têm de se sobressair.

Por quê? Propósito; principais causas da marca.

Como? Estratégias utilizadas para alcançar objetivos; o diferencial do negócio.

O quê? Produto final; o que a marca vende ou oferece.

Na prática

Qual desses dois anúncios chama mais a sua atenção?

  1. Nós vendemos uma sandália para você usar na praia. É bonita e elegante. Para você usar em casa. É gostosa e macia. Para você usar no seu clube. É de alta categoria. E para você usar sempre. É resistente e a mais durável que existe.
  2. Hoje é dia de festa para o povo que traz a alegria estampada até no peito dos pés.

Os dois anúncios são das Havaianas. A diferença é que na época do anúncio A, as pessoas ainda não eram tão fascinadas pela por elas.

Se hoje é diferente, é porque o foco não está mais na sandália de borracha. Está no Brasil, no samba no pé, no calor, na praia, na piscina, no carnaval e no verão. Resumindo: na alegria de viver!

Um exemplo clássico: Apple

A Apple é uma das empresas de tecnologia mais respeitadas do mundo e isso não é segredo.

Mas afinal, com tanto tempo de mercado, por qual motivo ela continua com uma legião de fãs? Por que as pessoas sempre ficam acampadas na porta de lojas físicas às vésperas de todo novo lançamento?

Porque ela desafia o que já está no mercado pensando diferente. Como? Desenvolvendo produtos muito bem projetados fáceis de usar e com interface amigável. E que produtos são esses? Computadores, smartphones etc.

“Isto é para os loucos. Os desajustados. Os rebeldes. Os criadores de caso. Os que são peças redondas nos buracos quadrados. Os que veem as coisas de forma diferente. Eles não gostam de regras. E eles não têm nenhum respeito pelo status quo. Você pode citá-los, discordar deles, glorificá-los ou difamá-los. Mas a única coisa que você não pode fazer é ignorá-los. Porque eles mudam as coisas. Eles empurram a raça humana para frente. Enquanto alguns os veem como loucos, nós vemos gênios. Porque as pessoas que são loucas o suficiente para achar que podem mudar o mundo são as que, de fato, mudam.” – Apple

A resposta é que ela pensa, age e comunica de dentro para fora e não o contrário.

Ela começa pelo ‘‘Por quê?’’ e não pelo ‘‘O quê?’’. Ela não oferece o que faz ou o que vende como a melhor opção do mercado. Ao invés disso, foca naquilo que acredita e inspira pessoas que acreditam na mesma coisa.

Isso é uma prática das grandes marcas! Isso é o que leva todas elas ao sucesso!

E você, sabe qual é o seu propósito? Quer descobrir?

Comece pelo autoconhecimento:

  1. No que você se considera bom?
  2. Em sua opinião, do que o mundo está precisando?
  3. Quais são suas paixões?
  4. Por qual motivo você se levanta da cama todos os dias?
  5. O que te move?

Não esqueça de tirar tudo isso do papel e AGIR.

O futuro é do propósito!

‘‘As pessoas se identificam com ideias e compram causas, não produtos ou serviços.’’

Foto: Evan Dennis / Unsplash

Deixe uma resposta