Siga-nos nas Redes Sociais

Releases 3 MIN DE LEITURA

Plan International Brasil lança plataforma Meninas Líderes

Publicado

em

Brasil, 15 de julho de 2019 – Já está no ar a plataforma Meninas Líderes (meninaslideres.org.br), uma iniciativa da organização não-governamental Plan International Brasil que será um ponto de encontro digital para meninas e jovens mulheres de todo o país discutirem sobre igualdade de gênero, compartilharem experiências, trocarem conhecimento. O estúdio de design e tecnologia Huia é o parceiro da Plan para o desenvolvimento.

A plataforma está dividida em várias áreas. Na Fala Menina, jornalistas, influenciadoras, blogueiras, meninas participantes dos projetos da Plan e usuárias do app vão produzir conteúdo sobre empoderamento das meninas, igualdade de gênero, direitos etc. A aba Conversar vai concentrar os debates. Será organizada em blocos, com conversas sobre temas de interesse e um espaço para desabafos e pedidos de ajuda sobre temas delicados como violência, assédio, escola e família.

Já no canal Por aí, as meninas vão trocar dicas de filmes, livros, cursos e músicas. Na Agenda será possível descobrir eventos relacionados à temática das meninas separados por período e por estado. A plataforma tem ainda uma área dedicada a Editais, com projetos e iniciativas que podem interessar a meninas e mulheres.

Na área fechada da plataforma, disponível para todas as meninas cadastradas, está também o espaço dedicado à campanha #MeninasOcupam, que celebra o Dia Internacional da Menina, em 11 de outubro, e tem eventos de ocupação de espaços políticos e da sociedade civil por um dia. Pela plataforma será possível ver um passo a passo de como realizar uma ocupação, baixar material de apoio, agendar ocupações e acompanhar uma lista de iniciativas que já aconteceram ou acontecerão.

Em breve, a plataforma também terá integração com a MAIA (Minha Amiga Inteligência Artificial), um bot que conversa com as meninas e jovens mulheres sobre relacionamento abusivo de uma forma leve e descontraída. A iniciativa faz parte da campanha #NamoroLegal, criada pelo Ministério Público de São Paulo e pela Microsoft para alertar sobre estágios de um relacionamento abusivo e evitar chegar a agressões físicas.

“Estamos muito felizes com o lançamento da plataforma Meninas Líderes, um ambiente virtual para unir meninas de todo o Brasil para que, juntas, elas se fortaleçam para serem líderes locais. Esta é uma iniciativa da Plan alinhada com o nosso objetivo mundial de alcançar 100 milhões de meninas nos próximos anos”, afirma Cynthia Betti, diretora-executiva da Plan no Brasil.

A tecnologia – Em um ambiente em que as meninas precisam estar protegidas e se sentirem seguras, o desafio da Plan foi encontrar um parceiro que a ajudasse no desenvolvimento do projeto. É aí que entra o Huia, estúdio de design e tecnologia.

De olho em tendências tecnológicas e em como fazer com que as usuárias tenham a melhor experiência possível dentro da plataforma, o Huia desenvolveu o produto utilizando a tecnologia PWA (Progressive Web Apps), que é uma nova tendência em relação à criação de aplicativos.

Ao acessar a plataforma, as meninas terão uma experiência semelhante a um aplicativo. PWA é uma iniciativa do Google que foi criada para que as pessoas consigam ter experiências semelhantes a um aplicativo sem a necessidade de fazer o download e instalar. A instalação de um app costuma ser uma grande barreira para sua utilização.

Além disso, como o PWA utiliza tecnologias do navegador já conhecidas, como HTML e Javascript, o que facilita e barateia o seu desenvolvimento, além de não ser necessário criar soluções duplicadas de apps nativos para Android e iOS.

Algumas das vantagens do PWA em relação a um site mobile é que ele pode funcionar em modo offline e pode ser instalado na tela inicial do smartphone, como um aplicativo tradicional. Outra vantagem é que o conteúdo pode ser indexado e encontrado em buscadores. Com a adesão da Apple à iniciativa, em breve a tecnologia deve se tornar uma grande alternativa à necessidade da criação de apps nativos.

Contatos para a imprensa:

Plan International Brasil:

Renata Leal – 11 99731-3813 // renata@comunicamag.com.br

Suzane G. Frutuoso – 11 97193-4684 // suzane@comunicamag.com.br

Huia:

Luli Liebert – 11 2365-8704 // luli@ladoc.lu

*O Jornal 140 não se responsabiliza pela opinião dos autores deste coletivo.

Os artigos publicados em nome da Redação 140 são de responsabilidade dos responsáveis por este site de notícias. Entre em contato caso tenha alguma observação em relação às informações aqui contidas.

Continuar Lendo

Escreva um Comentário

Releases 1 MIN DE LEITURA

Vídeo da marca Galinha Pintadinha tem 1 bilhão de visualizações no YouTube

Segundo a própria empresa, vídeo Upa Cavalinho! ultrapassa Annita e Marília Mendonça

Publicado

em

Foto: Divulgação

O vídeo Upa Cavalinho!, da Galinha Pintadinha alcançou 1 bilhão de visualizações no YouTube pela segunda vez em sua história e segundo comunicado envido pela empresa ao Jornal 140 e ultrapassou artistas recordistas nas redes sociais como Annita e Marília Mendonça.

O vídeo segue a linha editorial do canal da marca no YouTube e é direcionado a crianças de até seis anos de idade de todo o mundo. Além das canções e videoclipes, a personagem possui centenas de produtos licenciados desde brinquedos, materiais escolares, até roupas e produtos de higiene baby como fraldas.

“Estamos muito felizes com mais esse recorde da Galinha. Esse é o nosso primeiro vídeo do canal brasileiro da Galinha Pintadinha a bater 1 bilhão de views. O primeiro vídeo a bater esse recorde foi Pollito Amarillito, a versão em espanhol de Pintinho Amarelinho no canal em espanhol. O mais louco é que alcançou essa marca em apenas dois anos. Onde vou, eu escuto pais, vovós e crianças cantarolando a música. É um barato ver que essa composição nova já entrou no repertório infantil. ”, comemora Marcos Luporini, um dos criadores da personagem.

*O Jornal 140 não se responsabiliza pela opinião dos autores deste coletivo.
Continuar Lendo

Releases 2 MIN DE LEITURA

Brasil: vendas de ecommerce na Black Friday cresceram 32,8% em 2019

Relatório da Social Miner sobre a promoção mais importante do mercado de varejo mostra que o setor movimentou 11,95 bilhões de Reais neste evento.

Publicado

em

Foto: un-perfekt / Pixabay

A Social Miner enviou para o Jornal 140 seu relatório da Black Friday 2019, com foco na performance dos e-commerces e no perfil do público da data. Segundo o comunicado que publicamos quase na íntegra, os dados foram extraídos da sua base, superior a 41 milhões de cadastros, e o material conta ainda com as análises de companhias parceiras.

O estudo revela que o varejo digital faturou R﹩11,95 bilhões em novembro deste ano, representando um crescimento de 32,8% em relação ao mesmo período em 2018. Além disso, quando observada a variação no volume de vendas registradas no segundo semestre de 2019, novembro aparece no topo, com representatividade de 28,29%, sendo seguido por agosto, com 18,74%; setembro, com 18,19%; outubro, com 17,9%; e por fim julho, com 16,88%.

Já a própria sexta-feira da Black Friday representou 20,69% das vendas realizadas em novembro, sendo que a representatividade média dos demais dias deste mês foi de 2,73%. No grande dia do evento, identificou-se que o primeiro pico de vendas aconteceu às 2h da madrugada e se manteve em alta até as 4h. A partir de então as conversões passaram a cair e só voltaram a crescer a partir das 9h, atingindo um novo pico ao meio dia, num volume que se manteve até o início da madrugada para sábado.

A pesquisa revela ainda que, das regiões brasileiras, o Sudeste concentrou o maior tráfego nos e-commerces no último mês, representando 63,74% das visitas aos sites. Em seguida, aparecem as regiões Sul e Nordeste, com 16,08% e 12,26%, respectivamente, enquanto o Centro-oeste, com 5,86%, e o Norte, com 2,06%, foram responsáveis pelos menores índices de tráfego.

Entre as categorias de destaque, o setor de Beleza teve o público dividido entre 86,83% dos consumidores que se declararam como do gênero feminino e 13,17% masculino. Já o segmento de Eletrônicos e Informática teve preferência dos homens, com representatividade de 95,33%, contra apenas 4,67% por mulheres.

O segmento de Multicategoria, por sua vez, registrou maior igualdade na distribuição de volume de vendas entre os gêneros: 54,12% para as mulheres e 45,88% para os homens; enquanto Moda e Acessórios teve 76,33% do público declarado como gênero feminino e 23,67%, masculino.

Apontado como relevante por 47,1% dos respondentes da Pesquisa de “Boca de Urna” para a Black Friday, lançada no final de outubro pela Social Miner e Opinion Box, o “valor do frete” saiu, em novembro de 2019, em média a R﹩ 17,90 para o consumidor, caindo 15,6% em relação ao mesmo período de 2018. Já o ticket médio subiu, com variação de 2,6%, de R﹩ 455,60 em novembro de 2018, para R﹩ 467,30 em 2019

E, se as mulheres tiveram maior representatividade no volume de pedidos realizados em novembro (57,3%), foram os homens os responsáveis por 53,7% dos ganhos alcançados pelo varejo virtual durante o mês, especialmente porque contaram com um ticket médio mais alto, de R﹩531,30, contra R﹩410,00 delas.

O relatório completo da Black Friday 2019 está disponível aqui.

*O Jornal 140 não se responsabiliza pela opinião dos autores deste coletivo.
Continuar Lendo

Trending

  • Registrar
ou entre com
Lost your password? Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.