Vai Anitta: falando de empreendedorismo na Netflix

Anitta não está na lista das cantoras mais amadas desse país. Pelo contrário, ela divide bastante a opinião geral. Tem quem ame a cantora pelo seu trabalho, tanto quanto tem quem ame ela pelo show de empreendedorismo que Anitta dá. Mas, também tem quem não goste das músicas que ela canta e tem quem não goste dela por algumas atitudes específicas que não vem ao caso debater aqui. Até por que, o assunto aqui é a série Vai Anitta, da Netflix. Com a série documental, vale ressaltar que não é só destinada ao público que já gosta da cantora. Afinal, muita gente tem curiosidade de entender como Anitta só cresce a cada ano e consegue se manter viva, mesmo que várias outras cantoras como ela tenham caído no esquecimento há algum tempo.

Por ser uma série bem documental, temos a história de Anitta narrada em diversas perspectivas. Amigos, familiares, ex-marido (que na época da gravação era atual), e até da própria Anitta. As narrativas acabam criando um elo entre passado e presente, a fim de contar a trajetória da cantora. Portanto, acabamos imersos no dia-a-dia da cantora. Em momentos intímos com os familiares e em momentos de puro trabalho. Vai Anitta mostra como ela se posiciona com a equipe e coisas do tipo. Sinto que é uma série para pessoas que também querem empreender, sabe? Inclusive, é o tipo de produção que nos dá vontade de querer levantar da cama no mesmo minuto. Nos proporciona vontade de batalhar pelas coisas que amamos e queremos fazer pelo resto da vida. Nos faz ter vontade de fazer algo pela nossa própria história. Inspiradora em muitos aspectos e extremamente girl power, Vai Anitta é muito bom! E eu adoraria acompanhar mais episódios sim.

Girl power e muito empreendedorismo

Empreender é um processo árduo, principalmente quando você vive em um país tão burocrático quanto o nosso. Mas, só sabemos disso quando de fato vivenciamos esse processo. Só que a Anitta sempre fez isso parecer algo simples. Ela possui um leque de monetização enorme e está sempre dando passos mais largos com a sua carreira. Além disso, Anitta também não perde tempo em criar coisas novas. Por exemplo, você sabia que Anitta tem o próprio bloco de carnaval? E que faz shows especiais para crianças? Juro! São shows ludicos e que ela faz questão de mostrar a força do trabalho e do estudo para as meninas. Portanto, conseguimos entender que nem tudo é tão fácil quanto parece. Existe um trabalho muito árduo por trás. Não sou a maior fã da cantora. Logo, não acompanhei seu crescimento de perto e não sabia de muita coisa que a série documental, Vai Anitta, apresentou. Mas, por a trama nos apresenta o lado empreendedora da Anitta, eu curti bastante o resultado.

Apesar de Anitta sempre aparecer numa treta nova e dividir muito a opinião do público, ninguém pode negar que a moça tem um faro de empreendedora apuradíssimo. Dessa forma, sinto que Vai Anitta serve principalmente para abrir a mente de outras jovens empreendedoras. Quase que de utilidade pública mesmo! O empoderamento que a série pode proporcionar para nós, mulheres, é surreal. Afinal, Anitta lutou com unhas e dentes para chegar aonde está. E para mostrar que o fato dela ganhar dinheiro rebolando e cantando funk, não quer dizer que ela é promíscua ou que é burra. Ela pode não ser a cantora mais amada, mas merece o reconhecimento por quebrar alguns pré-conceitos e por dar um show de empreendedorismo. Super recomendo a série para você!

Deixe uma resposta