Siga-nos nas Redes Sociais

Séries 3 MIN DE LEITURA

Vai Anitta: falando de empreendedorismo na Netflix

Anitta não está na lista das cantoras mais amadas desse país. Pelo contrário, ela divide bastante a opinião geral. Tem

Êrica Blanc

Publicado

em

Anitta não está na lista das cantoras mais amadas desse país. Pelo contrário, ela divide bastante a opinião geral. Tem quem ame a cantora pelo seu trabalho, tanto quanto tem quem ame ela pelo show de empreendedorismo que Anitta dá. Mas, também tem quem não goste das músicas que ela canta e tem quem não goste dela por algumas atitudes específicas que não vem ao caso debater aqui. Até por que, o assunto aqui é a série Vai Anitta, da Netflix. Com a série documental, vale ressaltar que não é só destinada ao público que já gosta da cantora. Afinal, muita gente tem curiosidade de entender como Anitta só cresce a cada ano e consegue se manter viva, mesmo que várias outras cantoras como ela tenham caído no esquecimento há algum tempo.

Por ser uma série bem documental, temos a história de Anitta narrada em diversas perspectivas. Amigos, familiares, ex-marido (que na época da gravação era atual), e até da própria Anitta. As narrativas acabam criando um elo entre passado e presente, a fim de contar a trajetória da cantora. Portanto, acabamos imersos no dia-a-dia da cantora. Em momentos intímos com os familiares e em momentos de puro trabalho. Vai Anitta mostra como ela se posiciona com a equipe e coisas do tipo. Sinto que é uma série para pessoas que também querem empreender, sabe? Inclusive, é o tipo de produção que nos dá vontade de querer levantar da cama no mesmo minuto. Nos proporciona vontade de batalhar pelas coisas que amamos e queremos fazer pelo resto da vida. Nos faz ter vontade de fazer algo pela nossa própria história. Inspiradora em muitos aspectos e extremamente girl power, Vai Anitta é muito bom! E eu adoraria acompanhar mais episódios sim.

Girl power e muito empreendedorismo

Empreender é um processo árduo, principalmente quando você vive em um país tão burocrático quanto o nosso. Mas, só sabemos disso quando de fato vivenciamos esse processo. Só que a Anitta sempre fez isso parecer algo simples. Ela possui um leque de monetização enorme e está sempre dando passos mais largos com a sua carreira. Além disso, Anitta também não perde tempo em criar coisas novas. Por exemplo, você sabia que Anitta tem o próprio bloco de carnaval? E que faz shows especiais para crianças? Juro! São shows ludicos e que ela faz questão de mostrar a força do trabalho e do estudo para as meninas. Portanto, conseguimos entender que nem tudo é tão fácil quanto parece. Existe um trabalho muito árduo por trás. Não sou a maior fã da cantora. Logo, não acompanhei seu crescimento de perto e não sabia de muita coisa que a série documental, Vai Anitta, apresentou. Mas, por a trama nos apresenta o lado empreendedora da Anitta, eu curti bastante o resultado.

Apesar de Anitta sempre aparecer numa treta nova e dividir muito a opinião do público, ninguém pode negar que a moça tem um faro de empreendedora apuradíssimo. Dessa forma, sinto que Vai Anitta serve principalmente para abrir a mente de outras jovens empreendedoras. Quase que de utilidade pública mesmo! O empoderamento que a série pode proporcionar para nós, mulheres, é surreal. Afinal, Anitta lutou com unhas e dentes para chegar aonde está. E para mostrar que o fato dela ganhar dinheiro rebolando e cantando funk, não quer dizer que ela é promíscua ou que é burra. Ela pode não ser a cantora mais amada, mas merece o reconhecimento por quebrar alguns pré-conceitos e por dar um show de empreendedorismo. Super recomendo a série para você!

*O Jornal 140 não se responsabiliza pela opinião dos autores deste coletivo.

Êrica Blanc é jornalista, criadora do @blogremenor, co-criadora da @amoor.co, apaixonada por contar histórias de amor reais, empreendedora de primeira viagem e louca das listas.

Continuar Lendo

Escreva um Comentário

Séries 3 MIN DE LEITURA

Matando o tédio: 7 séries para maratonar nas férias

Em busca de matar o tédio com a ajuda de séries? Tenho 7 séries fofas e maravilhosas para te tirar desse clima nessas férias.

Êrica Blanc

Publicado

em

Tem período que desperta mais o tédio do que inicio de ano? Tem um monte de gente de férias da faculdade e do trabalho, viajando e etc. Até para quem não esta, necessariamente, de férias. O mundo parece mais lento, alguns amigos viajando e quem fica de pernas para o ar ou que chega em casa após um dia de trabalho sem ter muito o que fazer, acaba de braços dados com o tédio. Sem contar que, no nosso país, esse período se estende até depois do carnaval. Então, ainda tem chão aí! Por isso, preparei uma lista de séries que vão te ajudar a matar o tédio ao longo desses próximos dias!

Anne with an E

Sinopse: Série finalizada, com apenas 3 temporadas, para encantar você por alguns dias. Anne é uma personagem apaixonante, cheia de imaginação e criatividade. Ela é uma pré-adolescente, que não tem família e acaba sendo enviada para um casal de irmãos por engano. Com seu jeito para lá de especial, ela não demora a conquistar os dois e conseguir um espaço na família. Mas, vai precisar lutar pela sua aceitação e pelo seu lugar no mundo. Tem resenha! Vem ler. 

Desventuras em série

Sinopse: Sou suspeita para falar, pois amo tudo que está relacionado a essa série. Mas, se você está pensando em matar o tédio, Lemony Snicket pode ser a melhor companhia. A trama é baseada na coleção de mesmo nome,  onde acompanhamos a trágica história dos irmãos Baudelaire – Violet, Klaus e Sunny – órfãos sob a guarda do terrível Conde Olaf, que fará de tudo para colocar as mãos na herança das crianças. Entre idas e vindas, os irmãos buscam constantemente despistar Olaf e investigar a misteriosa morte de seus pais. Para saber mais, clica aqui!

Drop Dead Diva

Sinopse: Matando o tédio com doses de humor? Drop Dead Diva pode te ajudar! A série conta a história de Deb Dobkins, uma aspirante a modelo super futil, que morre em um acidente de carro. Ao chegar ao céu, inconformada com sua morte, aperta “return” no computador do anjo Fred e acaba no corpo de uma advogada ultra inteligente que sofre com excesso de peso Jane Bingum. Sendo que Jane estava na mesa de cirurgia, após levar um tiro dentro de seu escritório. Quer saber mais? Clica para ler a resenha.

iZombie

Sinopse: Para quem gosta de série policial, iZombie é a melhor das opções. Olivia Moore, mais conhecida como Liv, é uma estudante de medicina que é contaminada e se transforma em zumbi. Pensando em não machucar ninguém, ela termina o noivado, se afasta de todos e começa a trabalhar em um necrotério para conseguir cérebros sem precisar matar ninguém. No entanto, ao comer o cérebro de alguém, ela passa a ter acesso às lembranças daquela pessoa e , assim, passa a colaborar com a investigação de casos policiais. Tem resenha! Clica para ler.

Younger

Sinopse: Liza Miller já é quarentona, se separou do marido endividado e tem uma filha adolescente para criar. Mas por causa de sua idade, ela sente dificuldades em conseguir emprego, até que com a ajuda de uma amiga Liza decide passar por uma transformação para aparentar 26 anos. E dá certo. Ela consegue emprego numa editora e o amor de um cara mais jovem. Mas até quando ela conseguirá esconder esse segredo? Acesse a resenha, clicando aqui!

Jane the virgin

Sinopse: Quando Jane era uma garotinha, ela fez uma promessa para sua avó, dizendo que seria virgem até o dia do seu casamento. Aos 23 anos, Jane está noiva e já tem a vida toda planejada. Até que uma ginecologista insemina Jane artificialmente, sem que ela saiba e as coisas saiam completamente de controle. E, como tudo pode piorar, o pai da criança que está a caminho é uma antiga paixão dela e seu atual patrão, Rafael. A série desenrola como se a vida dela fosse uma novela onde ela é a estrela. Portanto, pode esperar por muita comédia e drama em uma série só. Para saber mais, clique aqui!

The Fosters

Sinopse: The Fosters mostra o dia-a-dia de uma família composta por duas mães e seus filhos, adotivos e biológico. Mas, quando a família cresce ao decidirem hospedar mais duas crianças órfãs, as mães veem tudo sair do trilho. Sendo assim, a série aborda bastante sobre as falhas do sistema de adoção e os desafios que a chegada de novos filhos podem trazer. Tem resenha disponível, clica aqui para ler.

Qual a sua série favorita para matar o tédio?

*O Jornal 140 não se responsabiliza pela opinião dos autores deste coletivo.
Continuar Lendo

Séries 1 MIN DE LEITURA

F1: Dirigir para Viver: Série da Netflix apresenta o mundo implacável da Fórmula 1

Do produtor de Amy e Senna, esta série documental apresenta o mundo da Fórmula 1, revelando um lado pouco conhecido dos pilotos, suas famílias e equipes.

Publicado

em

Foto: Divulgação / Netflix

A série de 10 episodios é a primeira a realmente imergir o público dentro dos cockpits, o paddock e as vidas dos principais pilotos e chefes de equipe da Fórmula 1. A série abrange o Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 2018 e tem acesso incomparável e exclusivo aos pilotos mais rápidos do mundo, diretores de equipe e proprietários, bem como à própria equipe de gerenciamento da Fórmula 1.

Devido ao enorme sucesso, a Fórmula 1 confirmou que a série da Netflix retornará para uma segunda temporada em 2020.

*O Jornal 140 não se responsabiliza pela opinião dos autores deste coletivo.
Continuar Lendo

Trending

  • Registrar
ou entre com
Lost your password? Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.