Siga-nos nas Redes Sociais

Marketing

Será que estamos preparados para a era da inteligência artificial?

A era dos robôs contribuirá para que nossos profissionais possam ter uma maior qualidade de vida e definitivamente forcar em seu desenvolvimento profissional e humano.

Publicado

em

Franck V. / Unsplash

A tecnologia e o marketing digital revolucionaram a forma que as empresas lidam com seus processos do dia a dia, principalmente as áreas de marketing e comunicação. Muitas áreas e profissões que há tempos atrás eram consideradas como consolidadas, hoje por conta dos avanços da tecnologia e da inteligência artificial se dá como obsoletas. Entretanto, esse é um mercado que possuí muito espaço para o crescimento, estima-se que novas profissões surgirão com a expansão desse segmento, a pergunta que fica no ar é: As pessoas e empresas estão preparadas para esse futuro próximo?

Se analisarmos de forma detalhada, temos contato com a IA praticamente todos os dias. Ao especularmos no dia-a-dia que necessitamos realizar alguma atividade, como: comprar ou até mesmo ir a algum lugar e surpreendentemente nos deparamos com anúncios nas redes sócias, e sem dúvida isso já aconteceu com você. Ou seja, somos guiados pela inteligência artificial de acordo com nossos comportamentos e desejos pelas funcionalidades tecnológicas. Por estarmos tão inserimos nesse mundo tecnológico, na maioria das vezes nos fechamos em uma bolha e nas redes sociais, por muitas vezes, os conteúdos que nos é mostrado está ligado a assuntos e opiniões que temos extrema afinidade. Músicas e filmes que são sugeridos através de aplicativos de streaming estão relacionados aos nossos gostos. Por um lado, diminui drasticamente a perda de nosso tempo em procurar algo, pois temos uma inteligência pensando por nós e antecipando nossos desejos, de outra forma, ficamos cada vez mais presos em nossas bolhas, sem lidar ou experimentar opiniões diferentes.

Além das mudanças em nosso cotidiano, a inteligência artificial afetará nossas profissões, um estudo da McKinsey, “Where machines could replace humans — and where they can’t (yet)”, diz que muitas profissões estarão comprometidas, com o uso da robotização e que 800 milhões de pessoas perderão seus empregos para a automatização até 2030. Assim como novidades geram incertezas sobre o que nos esperam, ainda mais quando se trata de tecnologia, em que as mudanças acontecem de forma rápida, uma inovação pode se tornar ultrapassada em poucos meses, dependendo da área.

De forma otimista, ao invés de entender a evolução da Inteligência Artificial como uma ameaça, creio que essa evolução nos trará uma grande oportunidade para que possamos nos reinventar e criar oportunidades e como marca, nos tornamos mais assertivos e eficazes, consequentemente oferecer uma melhor experiência para fazer uma real e significativa diferença na vida de nossos clientes. Com o IA será possível automação de processos e grandes insights para melhoria de serviços e produtos. Dessa forma o papel das empresas se tornam muito mais importante, ao invés de oferecer produtos e serviços, o intuito maior se torna agregar relevância na vida das pessoas.

Por fim, como gestores, a era dos robôs contribuirá para que nossos profissionais possam ter uma maior qualidade de vida e definitivamente forcar em seu desenvolvimento profissional e humano. Assim, ao invés de um profissional perder 60% do seu tempo em processos, poderá aproveitar esse tempo para criar novas oportunidades e projetos e assim, ajudar para que os mesmos sejam mais rápidos e produtivos. Tornando o IA muito mais um grande aliado do que um grande inimigo.

*O Jornal 140 não se responsabiliza pela opinião dos autores deste coletivo.

Lucas Gonçalves, formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade Metodista de São Paulo e Pós-Graduado em Administração de Empresas pela FGV. Possui mais de 5 anos de experiência em marketing digital. Atualmente, atua na área de Mídia com foco em Performance e Estratégia Digital. Especialista em Google Adwords e DV360 (programática).

Marketing

3 vantagens de ter um perfil comercial no Instagram

Neste artigo, você também vai aprender como mudar sua conta para conta comercial no Instagram.

Lai Dantas

Publicado

em

Foto: Unsplash

Conhecido por implementar mudanças ora bem recebidas, ora motivos de críticas e polêmicas, o Instagram é hoje uma das redes sociais mais utilizadas por empresas brasileiras. Inegavelmente o rei do engajamento sabe acompanhar as necessidades do público que tem e um exemplo claro é a opção de perfil comercial que disponibilizou.

Por consequência da atualização, marcas empresariais e pessoais passaram a ter acesso a informações fundamentais para a construção e manutenção das estratégias que desenvolvem para a plataforma, uma vez que curtidas e comentários já não são parâmetros de resultados há muito tempo.

Vantagens de ter um perfil comercial

Mensurar resultados

Com o perfil comercial, é possível obter dados como alcance, impressões, visualizações, cliques, dados demográficos (idade, cidade, gênero etc.), assim como saber quantas pessoas salvaram sua publicação, compartilharam seu post com outro usuário, visitaram seu perfil ou clicaram no seu site (caso tenha um).

O que isso significa? Ter acesso ao que funciona e ao que não funciona nos permite ajustar a estratégia, o conteúdo e até mesmo o investimento.

Inserir opções de contato

Outra vantagem é que você pode inserir informações públicas da sua marca, como endereço de e-mail, endereço comercial e telefone. Além disso, também é possível adicionar um botão de ação e, dessa forma, seus clientes poderão interagir com sua empresa a partir do seu perfil.

Comprar, agendar, reservar e iniciar pedido são algumas das opções disponíveis no momento.

Foto: Unsplash

Agendar publicações

Recentemente o Facebook liberou o agendamento de posts no Instagram. O mesmo vale para IGTV e tudo pode ser programado por até seis meses. Você só precisa ter um perfil comercial.

Nessa o Estúdio de Criação do Facebook mandou muito bem, já que antes, para manter a organização e o calendário de postagens em dia, era preciso recorrer a ferramentas pagas de gerenciamento de redes sociais.

Como mudar sua conta para comercial no Instagram

Siga o passo a passo:

  1. Em primeiro lugar, acesse as configurações da plataforma e selecione a opção conta;
  2. Em seguida, opte por “mudar para conta profissional”;
  3. Escolha a opção que melhor descreve você ou seu negócio (criador de conteúdo ou empresa) e clique em avançar;
  4. Depois, selecione a categoria que melhor descreve o que você faz.
  5. Então, preencha suas informações públicas de contato;
  6. Opte por conectar sua página a uma conta do Facebook ou não;
  7. Enfim, seguindo todos esses passos, você terá um perfil comercial.

Gostou do artigo?

Talvez você também se interesse por: Marketing de Conteúdo: O que fez uma marca de pneus distribuir guias turísticos.

*O Jornal 140 não se responsabiliza pela opinião dos autores deste coletivo.
Continuar Lendo

Marketing

Por que produzir conteúdo é importante?

Neste artigo, você vai entender – de forma simplificada – a importância da produção de conteúdo.

Lai Dantas

Publicado

em

Foto: Michelin

Produzir conteúdo não se resume a escrever, tampouco escrever apenas para um blog ou falar sobre determinado assunto nos Stories do Instagram. Não à toa, dentro do marketing digital é a estratégia mais utilizada por empresas.

Blog post, post para redes sociais, webinar, vídeo, podcast, newsletter, e-book, infográfico, enquete, meme, gif, estudo de caso, guia, lista, ao vivo e por aí vai: ao entregar valor para a pessoa certa, por meio de materiais relevantes, você acaba criando uma percepção positiva sobre sua marca, seja ela pessoal ou empresarial.

Vamos falar um pouco mais sobre isso? Continua comigo.

Produzir conteúdo é centenário!

O conteúdo como estratégia surgiu há muito tempo e não foi na internet.

Lembra quando eu falei sobre a marca de pneus que distribuiu guias turísticos para motoristas de uma região interiorana da França? Pois é. Isso faz mais de 100 anos.

Michelin

A empresa da qual estou falando é a Michelin. Ao invés de distribuir panfletos prometendo a melhor qualidade do mercado, disponibilizou exemplares com dicas de viagem e informações sobre os melhores estabelecimentos para comer e se hospedar. Assim, motoristas começaram a viajar de carro cada vez mais para conhecer esses lugares incríveis e, como consequência de tantos quilômetros rodados, uma hora precisaram trocar os pneus gastos. Entendeu a sacada?

Leite Moça

Um exemplo mais atual é o leite condensado Moça da Nestlé.

Com a reformulação da embalagem, as latas passaram a vir com receitas no verso. E depois mudou ainda mais. O produto agora vem com um QR Code que redireciona o consumidor para as redes sociais, onde é possível conferir a receita completa e outras opções. Um prato cheio para quem gosta de cozinhar e quer aprender novas sobremesas!

Produzir é importante porque…

Os hábitos de consumo mudaram e como diz Seth Godin, o marketing que funciona no momento é aquele que as pessoas escolhem prestar atenção. Ou seja, o marketing de conteúdo: que atrai, envolve e gera valor.

A produção de conteúdo, então, nada mais é do que uma forma de construir relacionamentos duradouros entre uma marca e um consumidor, levando em consideração que ele tem um mundo de informações na palma da mão.

Com um leque de possibilidades, por que escolher a opção L e não a opção A, B, C ou Z? Por que escolher você e não o concorrente?

Porque você conhece suas dores e necessidades, bem como seus anseios e desejos, como ninguém. E não interrompe, não apela e não implora. Você só está ali interessado em solucionar, educar e ensinar, ao invés de simplesmente vender. Né?

Portanto, crie! Crie de forma consistente e se torne inesquecível!

*O Jornal 140 não se responsabiliza pela opinião dos autores deste coletivo.
Continuar Lendo

Trending