Siga-nos nas Redes Sociais

Séries 3 MIN DE LEITURA

Watchmen: quem vigia os vigilantes?

A história criada por Alan Moore mostra uma América que conviveu durante vários anos com esses mascarados vigilantes, até que um ato do governo proibiu essas atividades.

Paulo Gustavo Pereira

Publicado

em

A pichação vista em vários muros de Nova York nas páginas da já considerada clássica história em quadrinhos de Alan Moore e Dave Gibbons, Watchmen, alertava subliminarmente que nem tudo do que estava acontecendo era realidade. Ou melhor dizendo, tudo o que estava e iria acontecer fazia parte de uma realidade onde a Humanidade um dia ouso torcer para heróis vigilantes e poderosos.

A história criada por Alan Moore mostra uma América que conviveu durante vários anos com esses mascarados vigilantes, até que um ato do governo proibiu essas atividades. Apenas um pequeno grupo continuou atuando secretamente em áreas de segurança nacional como o poderoso Dr. Manhattan, um físico nuclear que sofreu um acidente radioativo transformando num ser que pode moldar a matéria com a força de seu pensamento.

Tudo muda quando um dos vigilantes protegidos pelo governo americano, o Comediante, é assassinado. Durante a investigação feita por outros dois vigilantes, as pistas indicam um sinistro plano que pode por a segurança mundial em risco.

Moore, que nunca escondeu o fato de que não gosta muito de super-herois, apesar de ter feito sua carreira trabalhando para as duas grandes editoras americanas Marvel e DC, usou como fonte de inspiração para a trama principal de Watchmen, um episódio clássico da série Quinta Dimensão, dos anos 60. Em Arquitetos do Medo, um grupo de cientistas planejam usar o medo do desconhecido para unir a humanidade e assim, acabar com todos os conflitos entre países.

Se você não tiver tido a oportunidade de ler Watchmen, lançado no Brasil pela Abril nos anos 80, e neste século numa edição especial pela Panini, pode assistir a adaptação feita por Zack Snyder para o cinema, que praticamente usou os quadrinhos de Moore e Gibbons, como storyboard para seu filme lançado em 2009. Mesmo modificando a estrutura da trama final, Watchmen, O Filme é uma grande homenagem a essa história.

O que nos leva à série que está no ar pela HBO. Tomando como base todo o universo criado pelos quadrinhos, o roteirista e produtor Damon Lindelof mergulhou na ideia original para criar uma nova versão do que seria esse mundo onde os mascarados existiram. Damon foi roteirista de Lost e Star Trek – Além da Escuridão, e fez para a HBO a cultuada série The Leftovers, em 2014.

Ele cria uma história a partir do drama real que aconteceu em 1921, na cidade de Tulsa, em Oklahoma nos Estados Unidos, quando um levante provocado pelo branco da cidade, atacaram e chacinaram cerca de 300 negros em função de um incidente com um engraxate negro e uma ascensorista branca. A partir dessa premissa, que até hoje é uma mancha na história americana, Damon Lindelof cria a história da série.

As repercussões do massacre pareciam estar no passado distante. Mas um ataque brutal contra membros negros da polícia de Tulsa, põe em andamento uma nova crise racial. Membros da organização decidem atacar os policiais negros e seus familiares. Como resultado, todos os policiais passam a usar máscara para evitar retaliações dessa organização racista até que ela seja eliminada.

E aí que entra a justiceira mascarada Angela Abar, interpretada por Regina King, duas vezes vencedora do EMMY. Ela foi uma das policiais atacadas dentro de casa, decidindo abandonar a policia e viver uma vida dupla como mãe e dona de casa e justiceira mascarada. Ela tem apoio do chefe da polícia, interpretado por Don Johnson (Miami Vice), que a ajuda na busca de criminosos e um meio de acabar com a organização racista. Muita coisa vai mudar na vida da justiceira quando consegue impedir um violento ataque do grupo, que parece estar mais poderoso e violento.

Watchmen – A Série narra todos esses acontecimentos anos depois do exílio do Dr. Manhattan em Marte, e da aposentadoria de Ozymandias (Jeremy Irons) imposta a ele mesmo. O personagem por si só, parece estar envolvido em outro tipo de atividade, deixando de ser o herói que foi no passado e o articulador do plano que acabou levando para o exílio o dr. manhattan.

Pouco se pode falar sobre o que vai acontecer na série, segundo o próprio Damon Lindelof, que disse durante a ComicCon de Nova York que a série terá uma primeira temporada completa, mas não informou com quantos episódios. A estratégia não é apenas para manter o publico esperando o próximo episódio, mas para esperar surpresas além do filme e dos quadrinhos. E nesse caso, cabe muito bem, a pichação do gibi… Quem Vigia os Vigilantes… Nós, talvez?

Watchmen – todos os domingos a partir das 22hs, na HBO. Os episódios também estação disponíveis na HBO Go e no serviço ondemand da Claro, Now.

*O Jornal 140 não se responsabiliza pela opinião dos autores deste coletivo.

Paulo Gustavo Pereira é formado em Jornalismo e começou sua carreira na Radio e TV Tupi, passou pela Globo, Bandeirantes, Record, Manchete e Cultura, como assistente da redação, repórter, editor e chefe de reportagem. No SBT, dirigiu as transmissões da festa do Oscar a partir de 1994. Repetiu a dose na TNT, direto dos estúdios da emissora em Atlanta/EUA, em 2007. Foi colaborador no Jornal da Tarde, Folha de S.Paulo, Estadão, Jornal do Brasil e diretor de redação da revista Sci-Fi News por 11 anos. Escreveu os livros livro Almanaque dos Seriados, pela Ediouro, e Almanaque dos Desenhos Animados, pela Matrix. Hoje escreve e apresenta o programa Talk TV, do canal Like, além de fazer ao vivo toda a semana, o Balanço das Séries, no Facebook e Youtube.

Continuar Lendo

Escreva um Comentário

Séries 3 MIN DE LEITURA

Matando o tédio: 7 séries para maratonar nas férias

Em busca de matar o tédio com a ajuda de séries? Tenho 7 séries fofas e maravilhosas para te tirar desse clima nessas férias.

Êrica Blanc

Publicado

em

Tem período que desperta mais o tédio do que inicio de ano? Tem um monte de gente de férias da faculdade e do trabalho, viajando e etc. Até para quem não esta, necessariamente, de férias. O mundo parece mais lento, alguns amigos viajando e quem fica de pernas para o ar ou que chega em casa após um dia de trabalho sem ter muito o que fazer, acaba de braços dados com o tédio. Sem contar que, no nosso país, esse período se estende até depois do carnaval. Então, ainda tem chão aí! Por isso, preparei uma lista de séries que vão te ajudar a matar o tédio ao longo desses próximos dias!

Anne with an E

Sinopse: Série finalizada, com apenas 3 temporadas, para encantar você por alguns dias. Anne é uma personagem apaixonante, cheia de imaginação e criatividade. Ela é uma pré-adolescente, que não tem família e acaba sendo enviada para um casal de irmãos por engano. Com seu jeito para lá de especial, ela não demora a conquistar os dois e conseguir um espaço na família. Mas, vai precisar lutar pela sua aceitação e pelo seu lugar no mundo. Tem resenha! Vem ler. 

Desventuras em série

Sinopse: Sou suspeita para falar, pois amo tudo que está relacionado a essa série. Mas, se você está pensando em matar o tédio, Lemony Snicket pode ser a melhor companhia. A trama é baseada na coleção de mesmo nome,  onde acompanhamos a trágica história dos irmãos Baudelaire – Violet, Klaus e Sunny – órfãos sob a guarda do terrível Conde Olaf, que fará de tudo para colocar as mãos na herança das crianças. Entre idas e vindas, os irmãos buscam constantemente despistar Olaf e investigar a misteriosa morte de seus pais. Para saber mais, clica aqui!

Drop Dead Diva

Sinopse: Matando o tédio com doses de humor? Drop Dead Diva pode te ajudar! A série conta a história de Deb Dobkins, uma aspirante a modelo super futil, que morre em um acidente de carro. Ao chegar ao céu, inconformada com sua morte, aperta “return” no computador do anjo Fred e acaba no corpo de uma advogada ultra inteligente que sofre com excesso de peso Jane Bingum. Sendo que Jane estava na mesa de cirurgia, após levar um tiro dentro de seu escritório. Quer saber mais? Clica para ler a resenha.

iZombie

Sinopse: Para quem gosta de série policial, iZombie é a melhor das opções. Olivia Moore, mais conhecida como Liv, é uma estudante de medicina que é contaminada e se transforma em zumbi. Pensando em não machucar ninguém, ela termina o noivado, se afasta de todos e começa a trabalhar em um necrotério para conseguir cérebros sem precisar matar ninguém. No entanto, ao comer o cérebro de alguém, ela passa a ter acesso às lembranças daquela pessoa e , assim, passa a colaborar com a investigação de casos policiais. Tem resenha! Clica para ler.

Younger

Sinopse: Liza Miller já é quarentona, se separou do marido endividado e tem uma filha adolescente para criar. Mas por causa de sua idade, ela sente dificuldades em conseguir emprego, até que com a ajuda de uma amiga Liza decide passar por uma transformação para aparentar 26 anos. E dá certo. Ela consegue emprego numa editora e o amor de um cara mais jovem. Mas até quando ela conseguirá esconder esse segredo? Acesse a resenha, clicando aqui!

Jane the virgin

Sinopse: Quando Jane era uma garotinha, ela fez uma promessa para sua avó, dizendo que seria virgem até o dia do seu casamento. Aos 23 anos, Jane está noiva e já tem a vida toda planejada. Até que uma ginecologista insemina Jane artificialmente, sem que ela saiba e as coisas saiam completamente de controle. E, como tudo pode piorar, o pai da criança que está a caminho é uma antiga paixão dela e seu atual patrão, Rafael. A série desenrola como se a vida dela fosse uma novela onde ela é a estrela. Portanto, pode esperar por muita comédia e drama em uma série só. Para saber mais, clique aqui!

The Fosters

Sinopse: The Fosters mostra o dia-a-dia de uma família composta por duas mães e seus filhos, adotivos e biológico. Mas, quando a família cresce ao decidirem hospedar mais duas crianças órfãs, as mães veem tudo sair do trilho. Sendo assim, a série aborda bastante sobre as falhas do sistema de adoção e os desafios que a chegada de novos filhos podem trazer. Tem resenha disponível, clica aqui para ler.

Qual a sua série favorita para matar o tédio?

*O Jornal 140 não se responsabiliza pela opinião dos autores deste coletivo.
Continuar Lendo

Séries 1 MIN DE LEITURA

F1: Dirigir para Viver: Série da Netflix apresenta o mundo implacável da Fórmula 1

Do produtor de Amy e Senna, esta série documental apresenta o mundo da Fórmula 1, revelando um lado pouco conhecido dos pilotos, suas famílias e equipes.

Publicado

em

Foto: Divulgação / Netflix

A série de 10 episodios é a primeira a realmente imergir o público dentro dos cockpits, o paddock e as vidas dos principais pilotos e chefes de equipe da Fórmula 1. A série abrange o Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 2018 e tem acesso incomparável e exclusivo aos pilotos mais rápidos do mundo, diretores de equipe e proprietários, bem como à própria equipe de gerenciamento da Fórmula 1.

Devido ao enorme sucesso, a Fórmula 1 confirmou que a série da Netflix retornará para uma segunda temporada em 2020.

*O Jornal 140 não se responsabiliza pela opinião dos autores deste coletivo.
Continuar Lendo

Trending

  • Registrar
ou entre com
Lost your password? Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.